Vizinho reclama de latidos e rottweiler morre envenenado; polícia investiga - Pet é pop

Vizinho reclama de latidos e rottweiler morre envenenado; polícia investiga

Vizinho reclama de latidos e rottweiler morre envenenado; polícia investiga
Vizinho reclama de latidos e rottweiler morre envenenado; polícia investiga
Vizinho reclama de latidos e rottweiler morre envenenado; polícia investiga (Foto: Reprodução/Instagram)

Um cachorro da raça rottweiler, chamado Bentley, foi brutalmente assassinado por meio de um envenenamento. A polícia do Guarujá (SP) investiga o crime.

Veja também:

Luiza Abduch, dona do cãozinho, registrou o boletim de ocorrência e criou um perfil em homenagem a ele. O principal suspeito é o vizinho de Luiza, um professor de 55 anos, que havia reclamado dos latidos do cão anteriormente.

“Um amigo ofereceu um rotweiller já adulto ao meu namorado e o meu cachorro era filhote, por isso fiquei com medo dos dois ficarem juntos. Mas com o tempo, eu fui levando o mais novo para conhecer e eles ficaram juntos”, contou ela em entrevista ao UOL.

Segundo ela, o vizinho teria ido ao local de trabalho de seu namorado e afirmou que os latidos do cão não deixavam a mãe dele dormir. O companheiro de Luiza teria explicado a ele que eram outros cachorros que latiam, mas o homem teria ficado irritado e teria dito que, se fosse preciso, ele resolveria.

Luiza afirmou que ficou preocupada e pensou em chamar a polícia, mas os familiares a acalmaram e acreditaram que ele não faria nada. No dia 23 de março, a bacharel encontrou Bentley morto. Um exame revelou o motivo da morte: envenenamento por chumbinho.

A dona do cão encontrou uma filmagem nas câmeras de segurança próximas ao local e, segundo as imagens, o vizinho foi identificado com uma sacola na mão, indo em direção ao imóvel e retornando para o prédio em seguida.

Luiza também reuniu 12 testemunhas, descobrindo que o suspeito morava no mesmo prédio que ela. “Abrimos um boletim de ocorrência com todas as provas. Entregamos um relatório com todas as imagens do quarteirão, que mostram o movimento do vizinho no elevador, com uma sacola, indo até o local e voltando depois. A Polícia [Civil] abriu o inquérito”, afirmou ela.

Para aumentar o engajamento sobre o caso, Luiza criou um perfil no Instagram chamado justicaporbentley, onde posta fotos e vídeos para homenagear o pet.

  • Back to top