Veterinários alertam: cães jamais devem lamber o prato do dono; entenda - Pet é pop

Veterinários alertam: cães jamais devem lamber o prato do dono; entenda

Veterinários alertam: cães jamais devem lamber o prato do dono; entenda
Veterinários alertam: cães jamais devem lamber o prato do dono; entenda
Veterinários alertam: cães jamais devem lamber o prato do dono; entenda (Foto: Freepik)

De acordo com especialistas em saúde animal, os donos jamais devem compartilhar um prato com seus cães, mesmo se o prato for lavado depois de ser lambido pelo cachorro.

Veja também:

+ Flores são nocivas para o seu pet? Confira dicas para preservar a saúde de cães e gatos
+ Dia do Cachorro: conheça todos os cuidados na hora do banho
+ Comovente: após dois anos em tratamento, dono e cão se reencontram

Segundo uma pesquisa, uma em cada seis famílias do Reino Unido deixa seus animais de estimação lamberem seus pratos para limpar. No entanto, existem alguns riscos sérios que você e seu cachorro podem correr com essa prática.

Primeiro, você e sua família ficam em risco de infecção por salmonela se seu cão for alimentado com uma dieta de carne crua e depois lamber seu prato. Esses germes podem até sobreviver em sua louça mesmo após serem lavados em uma máquina de lavar louça.

A maioria das pessoas que adoecem com salmonela tem diarreia, febre e cólicas estomacais, que duram até sete dias. Com pessoas muito jovens, idosas ou vulneráveis, pode até ser fatal. De acordo com o chefe de telessaúde da Vets Now, Dave Leicester, também existem outros riscos em jogo.

“A primeira é que muitos alimentos humanos são venenosos para os cães. Algumas emergências com animais de estimação são inevitáveis, enquanto outras são mais fáceis de prevenir do que você imagina”, explicou o especialista.

“Seu cão ingerir um perigo oculto na comida é um desses que podem ser prevenidos, onde você pode evitar uma visita de emergência ao veterinário. Vemos tantos casos de emergência de cães que comeram algo que não deveriam”, acrescentou ele.

Restos de certos alimentos como chocolate, uvas e passas, álcool e especialmente a cebola, o alho e a cebolinha, podem fazer muito mal para seus cães. Além disso, a comida humana também costuma ser rica em sal, o que também pode ser prejudicial para os animais de estimação.

“O segundo motivo é o controle da infecção. Animais de estimação podem abrigar bactérias como a salmonela, especialmente se forem alimentados com uma dieta de carne crua, que não pode ser destruída de forma confiável por lavagem de louça, e podem permanecer na louça como uma fonte de infecção para a família”, justificou Dave.

O perigo de transmissão do coronavírus também é um ponto de preocupação. “Pesquisas recentes mostram que animais de estimação podem pegar Covid de seus donos. Enquanto a maioria dos animais de estimação infectados tendem a ser assintomáticos ou apresentar sintomas leves, Covid é comum em cães e gatos cujos donos têm a doença. Com base nas informações disponíveis até o momento, o risco de animais espalharem Covid-19 para as pessoas é considerado baixo”, finalizou ele.

  • Back to top