Veterinário é preso por abusar de pets tratados em seu hospital - Pet é pop

Veterinário é preso por abusar de pets tratados em seu hospital

Veterinário é preso por abusar de pets tratados em seu hospital
Veterinário é preso por abusar de pets tratados em seu hospital
Veterinário é preso por abusar de pets tratados em seu hospital (Foto: Freepik)

Um veterinário do norte do estado de Nova York foi preso esta semana por acusações de abuso de animais que deixaram as autoridades “enojadas”.

Veja também:

+ Veterinários estão suplicando para que donos fiquem ao lado dos pets durante a eutanásia; entenda
+As razões pelas quais o seu cão está com um cheiro pior do que o resto da matilha
+ Polícia da Nigéria procura mulher que aparece em vídeo viral do TikTok fazendo sexo com um cão

O Dr. Javier Diaz, de 46 anos, era proprietário do Main Street Animal Hospital em Elmsford, Nova York. Na última sexta-feira (29), ele foi acusado de supostamente abusar dos animais e falsificar registros de vacinação entre 9 e 27 de abril.

Os supostos crimes do médico foram descobertos por uma investigação conjunta realizada pela Humane Law Enforcement Unit (HLEU) da SPCA Westchester ao lado dos detetives Paul Rescigno e Robert Caralyus, e com a ajuda do Gabinete do Procurador Distrital de Westchester, informou o Yonkers Times.

Diaz foi acusado de abusar fisicamente de animais de estimação deixados sob seus cuidados em seis ocasiões ao longo do mês passado. Em um caso, ele supostamente bateu em um gatinho com cortadores de unhas caninos antes de enfiá-los na boca do animal, causando lacerações nas gengivas.

Outra vez, um chihuahua foi esmurrado para fazê-lo parar de chorar enquanto era mantido em uma caixa. Ele também supostamente sufocou um cão Shih Tzu quase ao ponto de inconsciência.

O veterinário ainda foi acusado de socar ou chutar os cães, muitas vezes nas costelas, e torcer suas extremidades, incluindo pulsos e orelhas. Cada incidente foi relatado para ter causado “dor e sofrimento injustificáveis” aos animais, de acordo com o Yonkers Times.

Diaz foi indiciado no Tribunal de Elmsford Village na sexta-feira (29). Atualmente, ele enfrenta seis acusações de crueldade contra animais, uma acusação de agressão de terceiro grau e uma acusação de falsificação de segundo grau.

Entre as acusações de crueldade e maus-tratos contra animais, Diaz também foi acusado de falsificar documentos de vacinação. O médico teria apresentado o comprovante de vacinação ao dono de um animal e cobrado pelo serviço, mas nunca administrou a vacina.



  • Back to top