Veículos elétricos colocam em risco a vida dos gatos; saiba por quê - Pet é pop

Veículos elétricos colocam em risco a vida dos gatos; saiba por quê

Veículos elétricos colocam em risco a vida dos gatos; saiba por quê
Veículos elétricos colocam em risco a vida dos gatos; saiba por quê
Veículos elétricos colocam em risco a vida dos gatos; saiba por quê (Foto: Li Lin/Unsplash)

Os gatos adoram dormir perto dos carros para se esconder e se aquecer. No entanto, os veículos elétricos causam risco a vida dos felinos por conta do silêncio.

Veja também:

Recentemente, a irmã da estrela pop Britney Spears, Jamie Lynn, se envolveu na polêmica que acusou a empresa de Elon Musk, a Tesla, por ser a causadora da morte de mais de um de seus gatos.

Posteriormente, ela esclareceu que não estava dirigindo quando os gatos foram mortos e acrescentou que não culpava a Tesla e seus veículos elétricos, no entanto, desafiou o fabricante de automóveis a examinar o problema mais de perto.

Gatos e carros elétricos

Os veículos eletrônicos continuam a ganhar popularidade, com mais e mais fabricantes de automóveis lançando modelos elétricos. Parte do apelo de um carro elétrico é o quão silenciosos eles são, quase como um carrinho de golfe.

Depois que estudos de transporte mostraram que os humanos eram mais propensos a serem atingidos por carros híbridos ou elétricos do que carros normais, o departamento de transportes dos EUA tornou obrigatório no outono passado que esses tipos de carro emitissem um ruído ao viajar a velocidades inferiores a 30 km/h.

Mas, e os gatos? Até agora, não há estudos que mostram se os veículos elétricos estão colocando os animais de estimação em perigo. Mas, depois que a postagem de Spears no Instagram se tornou viral, suas preocupações foram parar no fórum da Tesla.

Um comentarista escreveu: “Gatos morrendo por dormir perto de motores/correias de ventoinhas quentes sempre aconteceu. Carros elétricos parecem mais seguros em comparação.”

Quando o tempo esfria, os gatos são conhecidos por se aconchegarem ao redor dos carros para se aquecer. Em um carro movido a gás, o ruído de ignição é normalmente suficiente para colocar um gato fora de perigo. Com um veículo elétrico, há pouco ou nenhum ruído do motor e se um gato não pode ouvi-lo, eles podem não se mover a tempo de evitar ferimentos ou morte.

Com o aumento da popularidade desse tipo de veículo no Brasil, é importante que a discussão seja levada também aos brasileiros. Confira algumas dicas de segurança para garantir que seu carro elétrico não machuque nenhum felino:

Antes de sair com o carro, veja se não tem um gato em uma das três áreas preferidas dos felinos:

  • Embaixo do carro
  • Ao redor das rodas
  • Sob o capô perto do motor

Caso você não consiga ver nenhum gato, tente buzinar para assustá-los para longe antes de sair com o carro.

Recurso para gatos

A Tesla é conhecida por lançar atualizações nos sistemas de seus carros, quase como se fosse um grande smartphone sobre rodas. Em 2019, a empresa lançou o recurso chamado “Modo Cachorro”, que permite que os donos deixem o ar-condicionado ou aquecedor ligado enquanto estão fora do carro.

Em seu post do Instagram, Jamie Lynn Spears sugeriu um “Modo Gato”, que emitiria um ruído quando os proprietários dos veículos elétricos fossem dar partida em seus carros. A Tesla não respondeu oficialmente.

  • Back to top