Tudo o que você precisa saber sobre a gengivite em cães e os perigos que ela representa - Pet é pop

Tudo o que você precisa saber sobre a gengivite em cães e os perigos que ela representa

Tudo o que você precisa saber sobre a gengivite em cães e os perigos que ela representa
Tudo o que você precisa saber sobre a gengivite em cães e os perigos que ela representa
Tudo o que você precisa saber sobre a gengivite em cães e os perigos que ela representa (Foto: Nicholas Demetríades/Pixabay)

Além do mau hálito, a saúde bucal deficiente de um cão pode contribuir para a danificação dos dentes e pode levar à gengivite, que pode impactar negativamente os rins, fígado e músculo cardíaco.

Veja também:

A gengivite causa inflamação das gengivas ao redor dos dentes e pode atuar como um alerta para que os donos prestem atenção ao branco perolado de seus cães antes que doenças mais graves se desenvolvam.

Sintomas de gengivite:

  • Gengivas vermelhas brilhantes;
  • Gengivas inflamadas;
  • Placa excessiva e acúmulo de tártaro;
  • Sangramento nas gengivas, especialmente ao escovar os dentes;
  • Retração gengival;
  • Dentes soltos;
  • Sinais de dor.

Até que a gengivite atinja um estágio mais avançado, pode ser difícil para os donos de cães detectá-la por conta própria e seu animal pode não apresentar quaisquer sintomas. Como tal, é importante que os cães sejam examinados regularmente por seu veterinário quanto a sinais de gengivite.

O que causa gengivite em cães?
Dogs, Baring, Tooth, Teeth, Fang, Dog
(Foto: Dirk Schumacher/Pixabay)

A gengivite em cães é muito comum e todo cão a apresenta em algum grau. Assim como em humanos, a gengivite em cães é causada pelo acúmulo de placa no dente. Esta placa é feita de comida, saliva e bactérias. Por meio de uma interação entre essas bactérias estranhas e o sistema imunológico do corpo, são liberadas enzimas que quebram o tecido gengival, levando à inflamação.

Em estágios mais avançados, isso pode causar dor crônica e erosão gengival. Se não for tratada, a gengivite leva à destruição dos tecidos duros ao redor do dente. Além de aumentar o potencial para doenças cardíacas, renais e hepáticas, a gengivite não controlada pode resultar em dentes perdidos e perda óssea, em casos graves.

A gengivite em cães pode ser evitada?

Felizmente, a gengivite pode ser facilmente prevenida por meio de hábitos de higiene bucal de rotina. Especialistas recomendam escovar os dentes do cão diariamente para remover bactérias prejudiciais e prevenir o acúmulo de placa bacteriana.

Embora alguns cães possam ser resistentes a ter os dentes escovados no início, com o tempo uma rotina regular os acostumará à prática.

Escovas de dentes especiais para cães e cremes dentais para cães seguros para animais de estimação podem ser adquiridos na maioria dos petshops. Ao escovar os dentes de um cachorro, os proprietários nunca devem usar pasta de dente humana, pois é tóxica para os animais.

Além disso, os veterinários recomendam que os dentes dos cães sejam limpos profissionalmente todos os anos.  Se um cão desenvolver gengivite, ela pode ser tratada por meio da limpeza ou da remoção cirúrgica do tecido danificado por um veterinário.

O manejo adequado da saúde bucal do seu cão é importante para o seu bem-estar. Com os cuidados de rotina, os donos podem prevenir o desenvolvimento de graves problemas de saúde bucal e garantir o bem-estar contínuo de seu amigo peludo.

  • Back to top