Tudo o que você precisa saber para ressocializar seu cão após mais de um ano em casa - Pet é pop

Tudo o que você precisa saber para ressocializar seu cão após mais de um ano em casa

Tudo o que você precisa saber para ressocializar seu cão após mais de um ano em casa
Tudo o que você precisa saber para ressocializar seu cão após mais de um ano em casa
Tudo o que você precisa saber para ressocializar seu cão após mais de um ano em casa (Foto: Yuki Dog/Unsplash)

Após um ano em casa, pode ser complicado ressocializar o seu cão. Saiba como reaclimatar o seu cão à sociedade depois do isolamento social da maneira correta!

Veja também:

Não sobrecarregue seu animal de estimação

De acordo com a Dra. Claire Walther, a única coisa que os donos de cães precisam lembrar para reaproximarem seus cães da sociedade é não sobrecarregá-los com muitas informações ao mesmo tempo. “Isso pode resultar em graves condições médicas e/ou comportamentais”, explicou ela ao site PureWow.

Em outras palavras, empurrar seu cão para o mundo muito rapidamente pode ter efeitos negativos duradouros. Um processo de socialização lento e passo a passo leva tempo, mas vale a pena a longo prazo.

Seu instinto pode ser ir direto para o parque de cães ou levar seu cachorro a um restaurante ao ar livre. Mas, se o seu cão nunca fez isso antes, ou não esteve perto de um grupo de estranhos nos últimos 12 meses, ele pode reagir negativamente. Muitos estímulos, como cheiros, sons, imagens, materiais, podem ser muito estressantes para o seu cão.

Os humanos estão ansiosos para reingressar na sociedade após se ajustar a um estilo de vida mais anti-social durante a pandemia. Você gostaria de pular em um trem lotado cheio de estranhos suados falando em seus telefones celulares após meses de isolamento? Provavelmente não. Lembre-se disso e tenha paciência com seu cão conforme as coisas vão se abrindo.

Socialização para cães recém-adotados

A socialização é importante porque o prepara para ser um cão saudável e confiante. Idealmente, a socialização acontece nos primeiros três meses de vida de um cachorro. Durante a pandemia, filhotes podem não ter tido essa oportunidade.

“Uma das melhores maneiras de socializar seu novo cão é levá-lo a novos lugares”, disse a Dra. Walther. Este método também funciona para cães mais velhos que costumavam ser muito sociáveis, mas não tiveram a oportunidade desde a última primavera.

Uma vez que novas paisagens e experiências podem ser estressantes, a Dra. Walther recomenda expor lentamente seu cão a coisas como:

  • Pessoas de todos os gêneros, idades e etnias;
  • Pessoas usando acessórios como chapéus e lenços;
  • Carrinhos de bebê;
  • Bicicletas, patinetes, drones e skates;
  • Cadeiras de rodas e andadores;
  • Esfregões, vassouras e guarda-chuvas;
  • Corpos d’água, bosques e praias;
  • Diferentes tipos de piso e superfícies de solo (carpete, escadas, concreto).

Ela também lembra aos donos de animais de estimação que a socialização deve ser sempre um processo calmo e positivo. Reforce o comportamento bom e desejável com petiscos, brinquedos e um bom carinho atrás das orelhas.

Passos lentos

Lembre-se de não sobrecarregar seu animal de estimação. Se aventurar-se é demais para o seu cão no início, convide alguns amigos ou familiares de confiança para sua casa, um de cada vez (seguindo as diretrizes de segurança contra a COVID-19, é claro).

“É importante que entendam que essas novas pessoas são amigáveis, bem-vindas em seu espaço e não representam nenhum dano”, justificou ela. “Fazer isso com frequência permitirá que seu cão se sinta mais confortável com novas pessoas.”

Por fim, é importante manter em mente que o bem-estar do seu cão deve sempre estar em primeiro lugar. Certifique-se de que seu filhote tenha todas as vacinas caninas adequadas antes de deixá-lo brincar com outras pessoas.  Comprometa-se a praticar novas rotinas diariamente, seja uma curta caminhada em um parque diferente ou conhecendo um vizinho, e seja sempre muito paciente com seu cãozinho.

  • Back to top