Terapia com células-tronco recupera cadela lhasa apso com ruptura de ligamento - Pet é pop

Terapia com células-tronco recupera cadela lhasa apso com ruptura de ligamento

Terapia com células-tronco recupera cadela lhasa apso com ruptura de ligamento



Terapia com células-tronco recupera cadela lhasa apso com ruptura de ligamento
Terapia com células-tronco recupera cadela lhasa apso com ruptura de ligamento (Foto: Divulgação)

Uma ruptura de ligamento não é um problema simples de se resolver, principalmente em uma cadelinha idosa. Hanna, uma lhasa apso de 12 anos, teve consequências bastante dolorosas e sérias depois de ter sofrido um acidente doméstico.

Veja também:

Ela machucou a pata esquerda traseira e passou a ter dificuldade para se locomover. Não dava um passo sem mancar! “Tentamos vários tratamentos: acupuntura, moxaterapia, hidroterapia, mas tudo indicava que o caso iria evoluir para uma cirurgia. Porém, graças à terapia com células-tronco, ela voltou a andar normalmente”, comemorou a tutora Mara Lopez Perez, 55.

Hanna é o xodó de Mara, que tem também outra lhasa, a Lanna, de 10 anos, e o shitzu Teddy, de 2 anos. Desde os 42 dias de vida, Hanna recebe os cuidados e todo amor do mundo de sua dona. “Ela é minha princesa! Cuido daqueles cabelos (pelos) desde quando ela era bebê. Nunca os cortei. Eu os escovo todos os dias, tiro os nós, uso desembaraçador… eu adoro aqueles cabelos. Quando a veterinária disse que o caso era cirúrgico, eu já os imaginei sendo cortados…”, disse.

Momentos difíceis

O acidente com Hanna aconteceu na mesma época em que a mãe de Mara havia sido hospitalizada. “Eu ficava no hospital com minha mãe todos os dias, e a Hanna ficava em casa com meu pai, que também é idoso e não tem tanto traquejo com os bichinhos. Ela brincava muito com a Lanna, correndo pelo corredor, e, provavelmente, deve ter escorregado. Eu só percebi quando, um dia, ao chegar do hospital, ela não estava na porta me esperando como de costume, mas deitadinha. Quando ela se levantou, notei que estava mancando. Pensei que fosse por causa de um antigo problema na coluna. Tive que levá-la às pressas à veterinária. Era bem num feriado”, lembrou.

Diagnosticada com ruptura de ligamento cruzado de membro posterior esquerdo, Hanna enfrentou uma série de procedimentos e passou a usar joelheira todos os dias. “Foi um sofrimento! Eu tinha que me dividir entre minha mãe, que continuava no hospital, e Hanna, que ia todos os dias para a clínica veterinária”.

O alívio veio quando Mara conheceu a terapia com células-tronco mesenquimais, coletadas de tecidos adultos de outros animais. “Quando a veterinária me apresentou essa possibilidade, não titubeei. Logo no início do tratamento, aliado aos outros que ela já vinha fazendo, Hanna teve resultados impressionantes”.

Segundo a médica veterinária Marina Landin e Alvarenga, especialista em cultivo e terapia celular da Omics Biotecnologia Animal, o caso de Hanna é um dos mais tratados pelo laboratório. “Nos casos de ruptura de ligamento cruzado, as células-tronco agem como um anti-inflamatório muito potente e natural, diminuindo a dor e também ajudando na regeneração do ligamento e da cartilagem do joelho. Visamos também a acelerar o tempo de recuperação e minimizar a administração de medicamentos sistêmicos. A aplicação, geralmente, é feita pela via intra-articular. Mas vale lembrar que, caso a ruptura seja completa, a terapia celular não descarta a necessidade de cirurgia para reparação do ligamento”, explicou a especialista.

“Depois de uns três dias da primeira aplicação de células-tronco, ao tirarmos a joelheira, ela começou a dar os primeiros passos sem mancar. Foi uma alegria muito grande! Só tenho a agradecer à veterinária Fabiana, que cuidada Hanna desde quando ela era pequena – tanto que o nome dela é Hanna Faby, em sua homenagem, e à Omics, pois esse tratamento foi uma bênção”, declarou Mara.

Mara e sua lhasa apso Hanna: sucesso no tratamento com células-tronco (Foto: Divulgação)

A história de Hanna emociona não apenas pela superação do problema, mas por ilustrar o amor que pode existir entre humanos e animais: “Hanna é tudo pra mim. Ela chegou num momento muito difícil da minha vida: eu tinha sofrido um AVC e havia perdido meu cãozinho. Foi, então, que a encontrei. Sempre foi meu sonho ter uma cachorra de pelos longos porque eu adorava o Floquinho, do Cebolinha (personagem da Turma da Mônica). E hoje ela é minha maior companheira”, completou a tutora.

Terapia alternativa

As células-tronco estromais multipotentes, também chamadas de células-tronco mesenquimais (CTM), são células encontradas em todos os tecidos adultos. Em medicina veterinária, as principais fontes para obtenção das CTM são o tecido adiposo e a medula óssea.

O efeito terapêutico das CTM já é bem descrito em diversos estudos científicos, tanto na medicina veterinária como na de humanos e se baseia em três princípios de ação:

1- Reposição tecidual pela diferenciação celular
2- Imunomodulação e efeito anti-inflamatório
3- Secreção de moléculas bioativas que promovem a regeneração

São aplicadas por via endovenosa ou no local da lesão. Geralmente, são feitas de uma a três aplicações, com intervalos regulares e acompanhamento contínuo. No entanto, tudo depende do caso e da melhora do pet. Num paciente idoso e em doenças crônicas, por exemplo, a quantidade de aplicação é maior.

A terapia é indicada para várias doenças, como diabetes, cinomose, displasia coxofemoral, insuficiência renal crônica, aplasia de medula, lesões na coluna e até mesmo para problemas oftalmológicos.

Veja também:

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ 5 dicas para escolher o modelo ideal de sofá para a sala de estar

+ Pessoas que gostam de cerveja IPA têm personalidade parecida, diz estudo. Saiba mais!

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!

+ Gato e porquinho viram melhores amigos quando passaram a viver na mesma casa

+ CPTM atualiza mapa das linhas da CPTM e Metrô

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Bandeirantes contrata atriz de fimes adultos Maru Karv para o canal SexPrivé

+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol

+ Irmã de Juliana Caetano exibe corpão e brinca com fãs: “O que te faz ver estrelas?”

+ Aos 68 anos, Bruna Lombardi posta foto de biquíni ‘contra sua vontade’

+ Marcella Rica e Vitória Strada vão se casar

+ Vídeos íntimos de Raissa Barbosa vazam em sites de conteúdo adulto

+ Ellen Rocche posta foto de ensaio nu na ‘Playboy’ e ganha elogios dos fãs

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada

+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona

+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos

+ Líder de seita sexual apocalíptica é condenado a 1.075 anos de prisão

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ ‘Borboletas no estômago’ indicam algo além de estar apaixonado

+ 10 sinais de que seu parceiro não te ama (como você gosta dele)


  • Back to top