Tem cachorro em casa e vai adotar um gato? Saiba como fazer as apresentações - Pet é pop

Tem cachorro em casa e vai adotar um gato? Saiba como fazer as apresentações

Tem cachorro em casa e vai adotar um gato? Saiba como fazer as apresentações
Tem cachorro em casa e vai adotar um gato? Saiba como fazer as apresentações
Tem cachorro em casa e vai adotar um gato? Saiba como fazer as apresentações (Foto: Grant Durr/Unsplash)

Apresentar um gato para um cachorro pode ser um momento estressante. Mas, se os dois pets forem corretamente aclimatados, podem se tornar melhores amigos! Saiba como.

Veja também:

+ Aprenda a escolher a raça certa de cachorro para você
+ Confira 9 pets pequenos que podem conviver bem com o seu cão
+ Vídeo: cão adotado faz de tudo para conquistar a simpatia de gatos enfezados

Especialistas sugerem que você deva começar conhecendo o seu cachorro. O seu cão é dirigido por presas? Quando você está passeando, você percebe que seu cão tem um impulso forte ou frenético de presa toda vez que vê uma pequena criatura, pássaro ou gato passando? Nesse caso, um gato pode não ser adequado para você em casa.

Já se o seu cão parece ser mais curioso do que agressivo ao ver animais menores, você pode considerar a introdução de um gato em sua casa. Para apresentar um gato ao seu cachorro, confira algumas dicas:

1. Comece certificando-se de que o cão e o gato tenham um espaço seguro onde possam ir e não sejam incomodados.

Para gatos, isso pode incluir quartos nos quais o cão não pode entrar bloqueando-os com barreiras como portões de bebês ou em algum lugar alto onde o cão não pode alcança-los. Certifique-se de ter comida, água e uma caixa sanitária nesta área para que eles não sejam forçados a interagir com o cão.

2. Na primeira introdução, coloque o cão na coleira para avaliar sua reação.

Se eles não estiverem tentando correr e perseguir o gato ou agindo de forma agressiva, remova a guia e monitore-os de perto. Elogie e recompense os dois bichinhos por boas maneiras. Interrompa qualquer perseguição intensa ou comportamento estressante para ambos.

O QUE NÃO FAZER:
  • Não force o gato a interagir com o cão, colocando-o bem perto de onde o gato não possa escapar, mesmo que esteja em um transportador. Essa situação apenas aumenta seu estresse;
  • Não permita que o cão acesse a comida, água ou caixa sanitária do gato;
  • Não microgerencie todas as interações entre os dois animais. Eles precisam elaborar sua própria hierarquia.
  • Back to top