Seu gato mata outros bichinhos? A ciência descobriu um jeito de combater esse hábito - Pet é pop

Seu gato mata outros bichinhos? A ciência descobriu um jeito de combater esse hábito

Seu gato mata outros bichinhos? A ciência descobriu um jeito de combater esse hábito
Seu gato mata outros bichinhos? A ciência descobriu um jeito de combater esse hábito
Seu gato mata outros bichinhos? A ciência descobriu um jeito de combater esse hábito (Foto: Leon Seibert/Unsplash)

Seu gato tem o hábito de matar outros bichinhos? Poucos donos aceitam, mas os gatos possuem um instinto assassino. Para fazê-lo parar, confira o que dizem os especialistas.

Veja também:

De acordo com um novo estudo, os gatos domésticos tendem a caçar menos quando suas dietas são mais ricas em proteínas de origem animal, sugerindo que alimentar os gatos com mais carne pode ajudar a reduzir seu impacto na vida selvagem.

Em um teste de 12 semanas com 355 gatos em 219 famílias no sudoeste da Inglaterra, os gatos alimentados com uma dieta sem grãos, na qual as proteínas eram em grande parte derivadas da carne, trouxeram para casa 36% menos presas em comparação com aqueles que foram mantidos em sua dieta de comida de gato padrão, na qual algumas das proteínas são derivadas de plantas.

O estudo também descobriu que aumentar as brincadeiras com objetos, ao pedir aos donos que gastassem de 5 a 10 minutos por dia brincando com seus animais de estimação usando brinquedos, resultou em gatos trazendo para casa 25% menos presas.

Estima-se que somente nos Estados Unidos os gatos domésticos matam pelo menos 1,3 bilhão de pássaros e 6,3 bilhões de pequenos mamíferos a cada ano. Na Nova Zelândia, existem evidências de que os gatos contribuíram para o declínio das espécies nativas.

“Nosso trabalho mostra que métodos não invasivos, como comida e brincadeira, podem mudar a inclinação dos gatos para caçar e isso é positivo para os gatos e seus donos”, disse Robbie McDonald da Universidade de Exeter, no Reino Unido, que liderou o estudo.

Ele disse que não está claro quais elementos da carne podem ter levado à redução da caça. “Alguns alimentos para gatos contêm proteínas de fontes vegetais, como a soja, e é possível que, apesar de formarem uma dieta completa, esses alimentos deixem alguns gatos com deficiência de um ou mais micronutrientes, levando alguns a caçar”, supôs McDonald.

“Pode ser que a dieta de um gato comum esteja faltando algumas áreas nutricionais, levando-os a buscar benefícios adicionais na dieta de presas selvagens”, disse Hannah Lockwood, da Universidade de Derby, no Reino Unido. “Se este for o caso, mais pesquisas sobre os efeitos da dieta sobre a predação são certamente necessárias.”

McDonald e sua equipe descobriram que, enquanto 76% dos donos de gatos no grupo que testou o aumento da brincadeira com objetos relataram que planejavam continuar com a intervenção, o número equivalente foi de apenas 33% para donos que experimentariam a dieta com carne.

“Talvez, portanto, mais esforço seja necessário para persuadir os donos de gatos sobre o valor conservacionista da redução da predação”, concluiu Lockwood.

Confira o estudo completo aqui.

  • Back to top