Segundo cão testa positivo para Covid-19 nos EUA - Pet é pop

Segundo cão testa positivo para Covid-19 nos EUA

Segundo cão testa positivo para Covid-19 nos EUA



Um segundo cão testou positivo para Covid-19 nos Estados Unidos. O animal de estimação da Geórgia contraiu o novo coronavírus depois de a família ter se infectado. O cachorro de raça mista desenvolveu subitamente uma doença neurológica, que progrediu rapidamente ao longo de alguns dias. O pet de 6 anos foi sacrificado.

Segundo cão testa positivo para Covid-19 nos EUA
Imagem de Mircea Iancu por Pixabay

Leia também:

“Com muita cautela, um teste de SARS-CoV-2 foi realizado no cão. O resultado positivo foi confirmado pelo Laboratório Nacional de Serviços Veterinários do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Apesar de o cão ter apresentado resultado positivo para SARS-CoV-2, a doença neurológica progressiva foi causada por outro fator”, dizia o comunicado do Departamento de Saúde Pública da Geórgia.

O teste também foi realizado em um segundo cão da família, sem sinais de doença aguda; os resultados continuam pendentes. O cão da Geórgia foi o segundo a testar positivo para Covid-19 nos Estados Unidos. Antes dele, um cachorro da raça pug tinha sido infectado em Durham. O caso de Winston foi descoberto enquanto o animal participava de um estudo na Universidade Duke.

Pessoas que contraíram a doença devem tomar cuidados especiais se tiverem animais de estimação em casa. É recomendável evitar contato com o pet, incluindo acariciar, beijar e dormir na mesma cama. Se for inevitável o contato com o seu cão ou gato enquanto estiver doente, lave as mãos antes e depois de interagir com eles e use máscara ou um pano para cobrir o rosto.

Leia também:

Veja também

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las
+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’
+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância
+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo

  • Back to top