Se não puderem levar os cães para o trabalho, 10% dos britânicos cogitam pedir demissão - Pet é pop

Se não puderem levar os cães para o trabalho, 10% dos britânicos cogitam pedir demissão

Se não puderem levar os cães para o trabalho, 10% dos britânicos cogitam pedir demissão
Se não puderem levar os cães para o trabalho, 10% dos britânicos cogitam pedir demissão
Se não puderem levar os cães para o trabalho, 10% dos britânicos cogitam pedir demissão (Foto: Ga/Unsplash)

Com a volta das atividades presenciais, muitos donos de cães britânicos se preocupam em deixar os pets sozinhos em casa. Para evitar isso, eles consideram pedir demissão se não puderem levar os cães para o trabalho.

Veja também:

+ 5 dicas para que o seu cão vire o companheiro de trabalho perfeito no home office
+ Trabalhar em casa com um pet é terapêutico, diz psicólogo
+ Vídeos: com esses pets, trabalhar em casa é impossível

A pesquisa, publicada pela Itch, investigou os desafios que os donos de cães enfrentarão quando voltarem ao trabalho, com ou sem seus leais companheiros.

Os resultados demonstraram que, à medida que as restrições diminuem, mais de um quarto (28 por cento) dos pais dos filhotes, querem levar seus cães para o local de trabalho e quase um em cada dez (oito por cento) donos consideram deixar o emprego se forem “proibidos” de levá-los.

Embora um em cada seis (16 por cento) dos donos de cães podem levar seus pets para o escritório, o estudo revela que nem todos os empregadores estão dispostos a acomodar uma nova adição peluda, com quase dois em cada cinco (37 por cento) locais de trabalho que não permitem cães no escritório.

Apesar de que muitos trabalhadores não planejem abordar o assunto com seus empregadores, dois em cada cinco (40 por cento) falaram sobre isso com seus chefes. No entanto, apenas 16 por cento dizem que seu animal de estimação é bem-vindo.

  • Back to top