Se eu morresse, meu gato comeria o cadáver? Cientistas respondem - Pet é pop

Se eu morresse, meu gato comeria o cadáver? Cientistas respondem

Se eu morresse, meu gato comeria o cadáver? Cientistas respondem



Se eu morresse, meu gato comeria o cadáver? Cientistas respondem
Se eu morresse, meu gato comeria o cadáver? Cientistas respondem (Foto: Pacto Visual/Unsplash)

Uma pergunta intrigante tem se destacado na mente de uma grande parte dos donos de gatos: será que meu gato comeria meu corpo se eu morresse? Confira o que os especialistas descobriram.

Veja também:

Essa pergunta costuma surgir junto com outra pergunta: por que os gatos gostam de morder seus donos? Seja seus pés ou os dedos das suas mãos, é comum um felino doméstico acabar mordiscando alguma parte de seu corpo, especialmente durante as brincadeiras.

De acordo com Vanessa Spano, veterinária associada da Behavior Vets NYC, os donos de gatos procuram os veterinários frequentemente com preocupações sobre as mordidas de seus gatos. “Embora ser mordido nunca seja divertido, não é exatamente um sinal do desejo oculto do seu gato de consumir sua carne”, explicou ela ao site Inverse.

Em vez disso, seu gato provavelmente está apenas brincando com você. “Um humano brincando com um gatinho durante esse período de tempo provavelmente usa muito seus membros, mãos e pés”, disse Spano. “À medida que o gato envelhece, ele não sabe nada melhor do que ‘brincar’ com os membros, mãos e pés de um humano.”

Morder também pode expor maiores preocupações sobre o estado de espírito do gato. “Quando esse comportamento é direcionado a um humano, geralmente há uma motivação emocional”, ressaltou Spano. “Isso provavelmente se origina do medo e da ansiedade subjacentes, não do comportamento predatório.”

O medo é um gatilho particularmente forte para o morder do gato. Na prática, normalmente serve como uma forma de o animal se afastar daquilo que o está assustando. Mas os gatos costumam usar outras maneiras para mostrar que estão com medo antes da mordida real. Esses incluem:

  • Dobrar as orelhas para trás;
  • Fugir;
  • Encolher-se;
  • Curvar-se;
  • Golpear;
  • Sibilar.

“No entanto, se o gato medroso em questão exibiu esses sinais de alerta anteriormente, mas eles foram ignorados, com o tempo o gato aprenderá que esses sinais de alerta não são suficientes para fazer seu ponto de vista e pode evoluir para morder”, explicou Spano.

É normal se perguntar se meu gato vai me comer?
Veja o quanto as mordidas dos gatos podem ser perigosas para a saúde dos humanos
(Foto: Herman Delgado/Unsplash)

Vale a pena desvendar a psicologia por trás dessa questão. O que isso nos diz sobre os relacionamentos tênues que os humanos têm com seus animais de estimação? “Certamente há um fundamento etológico e biológico por trás de um questionamento humano sobre o desejo de outro animal de comê-lo”, disse Spano.

Ela admite que o medo não é irracional. Animais domésticos podem, em raras ocasiões, tornar-se agressivos com seus companheiros humanos. Os gatos, especificamente, podem exibir um “comportamento predatório” em relação a criaturas pequenas e nervosas, incluindo cães de raças pequenas, ratos, pássaros, veados e, infelizmente, bebês e crianças pequenas.

Mas é muito mais provável que um gato devore presas selvagens em vez de seus companheiros humanos. “Eu diria que essas situações certamente podem surgir”, admitiu ela. “Mas para o seu gato doméstico estereotipado, essas situações são muito, muito raras e, em vez disso, seriam mais direcionadas para presas selvagens.”

Um gato comeria seu dono?

Em primeiro lugar: se você está preocupado com o seu gato mordendo você enquanto você vive e respira, fique tranquilo. Mikel Delgado, uma especialista em gatos da Feline Minds, diz que gatos não costumam comer seus donos vivos. “As pessoas não precisam se preocupar com o fato de seus gatos os comerem enquanto ainda estão vivos”, disse Delgado ao site Inverse.

Mas as coisas ficam um pouco mais difíceis quando falamos dos humanos mortos. “Existe a possibilidade de um gato comer parte do corpo do dono se o dono estiver morto e o gato ficar sem comida por um longo período de tempo”, ressaltou ela.

Em um estudo de 1994 publicado no American Journal of Forensic Medicine & Pathology, os pesquisadores descobriram que alguns gatos consumiram a cabeça, o pescoço e o braço de seu dono morto.

Um estudo de 2020 publicado no The Journal of Forensic Sciences, entretanto, apresenta uma descoberta horrível em relação aos gatos selvagens. São gatos domésticos que vivem livremente e nascem na natureza.

No estudo, os cientistas colocaram cadáveres humanos do lado de fora de uma estação de pesquisa no Colorado antes de observar gatos catando os restos descartados. Os investigadores forenses descobriram que tanto os linces como os gatos selvagens preferem carne fresca nas primeiras fases de decomposição. Os linces tendem a comer os braços, quadris e coxas, já os gatos selvagens preferem o rosto.

Que tipo de gato é mais provável de comer seu dono?

É difícil saber como aplicar essas descobertas em gatos selvagens para gatos domésticos. Animais domésticos normalmente não passam muito tempo, se algum, na natureza. No entanto, Delgado disse que podemos aplicar essas descobertas aos gatos domésticos porque eles são da mesma espécie.

“Os gatos selvagens estão acostumados a caçar e encontrar seu próprio alimento, mas suas necessidades dietéticas são basicamente as mesmas”, explicou ela. “Se um gato está morrendo de fome, não há razão para pensar que ele não comeria a carne disponível, mesmo que fosse carne humana.”

Portanto, é possível que um gato doméstico que passa muito tempo caçando ao ar livre consuma carcaças de animais e humanos de maneira semelhante aos gatos selvagens. Mas, os animais domésticos comeriam humanos nas circunstâncias certas.

E isso inclui cães…
6 dicas de especialistas para que o seu cão pare de morder as pessoas
(Foto: Freepik)

Tanto os cães domésticos quanto os gatos se alimentariam de humanos mortos, principalmente nos casos em que eles estão fechados em uma casa ou apartamento e não têm outra fonte de comida e água.

Vanessa Spano, no entanto, não tem tanta certeza. Ela argumenta que tanto a genética quanto os hábitos de socialização diferenciam os gatos selvagens dos domésticos. Os gatos domésticos, como qualquer outro animal, exibem comportamentos predatórios “codificados em sua genética”. Esses comportamentos incluem perseguir, caçar, perseguir, morder e, até mesmo, matar.

No entanto, os ambientes podem influenciar a forma como esses comportamentos são atuados. “O ambiente de uma casa confortável, onde seu gato doméstico típico foi domesticado por muitas gerações, é diferente do ambiente selvagem”, explicou Spano.

Com base nos estreitos laços sociais formados entre o gato e o ser humano ao longo de muitos anos de evolução, é improvável que os gatos domésticos vão caçar e comer humanos. “A predação de um gato doméstico típico para seus coabitantes humanos não é realmente necessária para a sobrevivência e, portanto, relativamente incomum”, concluiu Spano.

Veja também:

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ 5 dicas para escolher o modelo ideal de sofá para a sala de estar

+ Pessoas que gostam de cerveja IPA têm personalidade parecida, diz estudo. Saiba mais!

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!

+ Gato e porquinho viram melhores amigos quando passaram a viver na mesma casa

+ CPTM atualiza mapa das linhas da CPTM e Metrô

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Bandeirantes contrata atriz de fimes adultos Maru Karv para o canal SexPrivé

+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol

+ Irmã de Juliana Caetano exibe corpão e brinca com fãs: “O que te faz ver estrelas?”

+ Aos 68 anos, Bruna Lombardi posta foto de biquíni ‘contra sua vontade’

+ Marcella Rica e Vitória Strada vão se casar

+ Vídeos íntimos de Raissa Barbosa vazam em sites de conteúdo adulto

+ Ellen Rocche posta foto de ensaio nu na ‘Playboy’ e ganha elogios dos fãs

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada

+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona

+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos

+ Líder de seita sexual apocalíptica é condenado a 1.075 anos de prisão

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ ‘Borboletas no estômago’ indicam algo além de estar apaixonado

+ 10 sinais de que seu parceiro não te ama (como você gosta dele)


  • Back to top