Saiba por que é importante fazer uma avaliação periódica do seu pet - Pet é pop

Saiba por que é importante fazer uma avaliação periódica do seu pet

Saiba por que é importante fazer uma avaliação periódica do seu pet
Saiba por que é importante fazer uma avaliação periódica do seu pet
Saiba por que é importante fazer uma avaliação periódica do seu pet (Foto: Freepik)

A vida dos animais de estimação equivale a, aproximadamente, 7 anos humanos, ou seja, acabam por viver menos que o homem. Por isso, manter o cuidado com os bichinhos é fundamental para a saúde deles.

Veja também:

Sabemos que a prevenção é a chave para ter bem-estar e uma vida saudável, e no caso dos animais de estimação não é diferente. Doenças como artrites, artroses, cistite, doenças cardiovasculares, diabetes, doenças periodontais (o tártaro, além de causar mau cheiro na boca, também é fonte de infecção bacteriana), otite (inflamação ou infecção do conduto auditivo), entre outras, podem ser prevenidas por meio de uma avaliação periódica com o especialista.

“Muitas vezes, sintomas de doenças em estágios iniciais passam despercebidos pelos tutores. Muitos acabam por notar alguma doença apenas quando esta já está em um estágio avançado da enfermidade. Por isso, a realização do check up se torna importante para aumentar o tempo de vida dos pets, com qualidade”, declara Thais Matos, médica veterinária da DogHero, maior empresa de serviços para pets da América Latina.

Durante o check up, Thais explica que o animalzinho de estimação passa por uma anamnese, ou seja, o veterinário faz uma entrevista com os pais do pet para saber de todos os fatos que se relacionam à saúde dele, como hábitos de alimentação e rotina. Após isso, é realizada a avaliação física e em alguns casos, exames laboratoriais para garantir que ele esteja saudável. “Na anamnese, investigamos sinais comportamentais, frequência do cio, hábitos alimentares, quantidade de água ingerida, passeio e animais contactantes. No exame físico, avaliamos a pele, a presença de pulgas e carrapatos, os ouvidos, a saúde bucal, a auscultação cardíaca e pulmonar e a medição da pressão arterial. A vermifugação também é colocada em dia. Ela deve ser feita a cada seis meses nos animais que frequentam a rua e, caso esteja desatualizada, é possível, através dos exames, identificar se o animal está ou não com vermes”.

Os exames laboratoriais mais solicitados em um check up são hemograma e avaliação das funções dos rins e fígado. A escolha do exame varia de acordo com a idade de cada animalzinho de estimação.

(Foto: Freepik)

Quando o pet é idoso – Os cães são considerados idosos quando completam 8 anos. Porém, a partir dos 12 anos, os cuidados devem ser ainda maiores, com idas ao veterinário mais frequentes, pela possível necessidade de acompanhar o estado de saúde e fazer exames periodicamente. No caso dos felinos, geralmente, a expectativa de vida é de 15 a 20 anos e alguns ainda vivem um pouco mais. Gatos SRD (sem raça definida) parecem viver mais do que os gatos puros de raça. O ideal, é que o pai ou mãe de um pet idoso passe a levar seu bichinho nas consultas pelo menos de 6 em 6 meses ou de acordo com a orientação do médico veterinário. Desta maneira ajudará a detectar e prevenir possíveis doenças decorrentes da idade. Todavia, o tutor deve ter em mente que um pet idoso não é um animal doente. Inclusive, muitos continuam ativos e saudáveis. A velhice, na verdade, está relacionada a cuidados extras, prevenção e algumas limitações. Os pontos de atenção para cuidar de um pet idoso são: alimentação, mobilidade, passeios, brincadeiras e atividades, hora do sono, exposição à mudança de temperatura, convivência com outros pets, rotina de visitas ao veterinários e muito amor e paciência.

Se após o check-up e resultado dos exames o veterinário notar alguma alteração, será feita a devida orientação e agendamento de um retorno a fim de acompanhar e garantir a melhora do do pet.

  • Back to top