Saiba por que cadelas ‘montam’ outros cães; não tem nada a ver com sexo - Pet é pop

Saiba por que cadelas ‘montam’ outros cães; não tem nada a ver com sexo

Saiba por que cadelas ‘montam’ outros cães; não tem nada a ver com sexo
Saiba por que cadelas ‘montam’ outros cães; não tem nada a ver com sexo
Saiba por que cadelas ‘montam’ outros cães; não tem nada a ver com sexo (Foto: Pixabay)

Já se perguntou por que algumas cadelas “montam” outros cães? Especialistas afirmam que esse hábito não tem nada a ver com sexo, mas sim, com dominância e brincadeira.

Veja também:

De acordo com a especialista em comportamento animal, Cathy Rosenthal, o hábito da cadela montar em outros cães é uma parte natural de como os cães brincam, no entanto, o cão que está sendo montado nem sempre fica satisfeito.

“Montar é uma postura de dominância canina e geralmente é o resultado de um cão ficar superexcitado durante uma brincadeira, basicamente o equivalente a duas crianças lutando e um levando a vantagem. O garoto do outro lado fará de tudo para reverter a situação”, explicou ela.

Se ficar frustrado com a falta de sucesso, a brincadeira amigável pode levar à discórdia com as crianças. O mesmo pode acontecer com cães, mas pode se transformar em uma briga muito mais rapidamente se você não estiver monitorando sua linguagem corporal.

A especialista explica que a maioria dos cães se revezam naturalmente durante a brincadeira. “Os cães frequentemente se chocam, brincam de morder e perseguir durante o jogo. Eles deixam um ao outro saber que é tudo uma boa diversão brincando de se curvar: caindo sobre as patas dianteiras com as traseiras no ar”, justificou Cathy.

Contanto que a brincadeira pareça igualmente combinada, você pode deixá-los em paz. Mas a jogada pode se transformar em uma briga se:

  • Nenhuma das partes se curvar, expressando o comportamento brincalhão;
  • Apenas seu cachorro está se curvando;
  • Aquele que está sendo montado é muito submisso para tirar seu cachorro de cima dele;
  • O que está sendo montado parece chateado.

“Eu não encorajaria esse comportamento. Portanto, quando essas coisas acontecerem ou quando o dono de outro cão parecer aborrecido, pare a brincadeira chamando seu cão para perto de você ou empurrando-o suavemente para longe do outro cão. Isso quebra a união entre os dois cães e dá ao outro cão tempo para se afastar ou encontrar outro cão com quem brincar”, aconselhou a especialista.

Cathy também sugere que, quando você chamar seu cãozinho, peça a ela que se sente antes de dar um petisco, para que ela não associe a montaria a petiscos. Em seguida, deixe-a sentar por alguns minutos para que ela possa se acalmar e só depois deixe-a retomar a brincadeira.

A especialista também ressalta a importância de repreender o comportamento. “Apenas monitore a brincadeira como faria com quaisquer duas crianças no parque e, em seguida, ajude-a a aprender como controlar sua animação”, concluiu Cathy.

  • Back to top