Saiba o que fazer caso o seu cão tenha ingerido maconha - Pet é pop

Saiba o que fazer caso o seu cão tenha ingerido maconha

Saiba o que fazer caso o seu cão tenha ingerido maconha
Saiba o que fazer caso o seu cão tenha ingerido maconha
Saiba o que fazer caso o seu cão tenha ingerido maconha (Foto: João Victor Xavier/Unsplash)

Com o aumento de casos de cães que vão parar no veterinário após ingerirem maconha, saiba o que fazer caso isso aconteça com seu amado animal de estimação.

Veja também:

+ Aumenta o número de casos de cães que ingerem maconha; e isso não é bom
+ Vídeo: menino vê um cão pela primeira vez, e a reação dele vai aquecer seu coração
+ Shopping de SP é ‘decorado’ com gatos para adoção; venha buscar o seu!

De acordo com a ASPCA (Sociedade Americana para a Prevenção da Crueldade com os Animais), o volume de ligações para ingestão de cannabis saltou de 1.436 para 3.923 casos entre 2017 e 2020 nos Estados Unidos.

Segundo a veterinária Emily Cross, apesar de ter grandes benefícios para os humanos, a ingestão de cannabis pode ser muito perigosa para cães por conta do THC, o composto psicoativo encontrado na maconha, que é, na verdade, tóxico para os cachorros. Além disso, alimentos produzidos com maconha, como brigadeiros e brownies, são um perigo duplo por conta do chocolate.

Para complicar ainda mais a situação, você pode nem saber que seu cachorro comeu seu brownie até muito mais tarde. Normalmente, leva cerca de 30 minutos a uma hora antes que o alimento faça efeito. No entanto, Emily salientou que os efeitos da ingestão de THC dependem da dose. O peso do cão e a quantidade consumida são fatores-chave para entender o risco de morte.

Se o seu cão comer um alimento com CBD, por exemplo, pode não haver motivo para se preocupar, pois o CBD não é tóxico para os cães. No entanto, se eles engoliram uma quantidade constante, pode ser melhor ligar para um veterinário por precaução.

Quais são alguns sinais e sintomas de envenenamento por cannabis?

Seu cão pode demorar um pouco antes de começar a exibir alguns sinais e sintomas de ingestão de maconha, mas você definitivamente deve ficar atento aos itens abaixo se suspeitar que eles comeram algo comestível:

  • Vômito;
  • Movimentos descoordenados;
  • Letargia;
  • Salivação;
  • Latindo, uivando e choramingando;
  • Pupilas dilatadas;
  • Incontinência;
  • Dificuldade para respirar;
  • Hiperatividade ou agitação;
  • Frequência cardíaca rápida.
O que fazer se o seu cão tiver ingerido maconha?

Segundo a Dra. Emily, quando eles ingerem qualquer substância com THC, eles não sentem da mesma forma que as pessoas. “É importante observar que o cachorro não ficará chapado”, explicou ela. “Ele ou ela estaria experimentando um efeito tóxico ao ingerir um ingrediente potencialmente prejudicial, que não é o mesmo que um ser humano sentindo ‘euforia'”, acrescentou a especialista.

Ou seja, se você pensava que seu cachorro teria larica ou apenas ficar extraordinariamente sonolento depois de comer seu brownie especial, pense novamente. “Dependendo da quantidade de maconha ingerida, os impactos podem variar de inquietação e baba ao coma e morte.”

No caso de seu cachorro ingerir um algo que contenha THC, sua melhor linha de defesa é levá-lo a um veterinário de emergência. Dependendo da dosagem e de como ele está reagindo, o veterinário pode bombear sua barriga, induzir o vômito ou dar-lhes uma dose de carvão ativado que ajudará a remover a cannabis de seu sistema, de acordo com a Spot Pet Insurance. Também é possível que o veterinário recomende que você apenas sente e acalme seu filhote até o episódio passar.

Como evitar que seu cachorro coma maconha?

A melhor maneira de evitar desentendimentos é manter todos os produtos de maconha o mais longe possível do seu cão. Guarde suas guloseimas em uma lata com uma tampa segura ou lacre a vácuo em um ziploc para que seu cão não seja atraído pelo cheiro. Se você também é fumante, livre-se de qualquer bituca para que o cachorro não as lamba acidentalmente.



  • Back to top