Saiba como treinar um cão teimoso ou com problemas de comportamento - Pet é pop

Saiba como treinar um cão teimoso ou com problemas de comportamento

Saiba como treinar um cão teimoso ou com problemas de comportamento



Saiba como treinar um cão teimoso ou com problemas de comportamento
Saiba como treinar um cão teimoso ou com problemas de comportamento (Foto: Camylla Battani/Unsplash)

O seu cão tem problemas de comportamento? Ele se recusa a fazer o que você diz a ele? Treinar um cão teimoso pode ser um desafio, mas não se preocupe! Confira algumas dicas que irão te ajudar.

Veja também:

Ao viver com um cão que não está fazendo o que queremos que ele faça, é natural sentir que ele está causando o problema e fácil assumir que a culpa é do cão. No entanto, ver a situação dessa maneira geralmente impede o progresso em direção ao objetivo de o cão se comportar e responder a nós como gostaríamos.

Especialistas afirmam que, nos casos de problemas de comportamento, os cães precisam de ajuda de uma forma prática, com compaixão, e não de correção, na forma de raiva e castigos. O cão pode não entender que está fazendo algo errado e o treinamento sem reforço positivo (como elogios e petiscos) pode deixá-lo estressado ou com medo.

Confira como treinar seu cão da maneira correta:

1. Descubra o que está causando o comportamento indesejado

Para descobrir qual é o problema, considere o seguinte: o cachorro não está dificultando nossa vida, mas sim, está passando por maus bocados. Por alguma razão, ele não está fazendo o que pedimos porque ele não pode.

Seja seu estado emocional, seu contexto ou porque ele não teve treinamento suficiente para ter sucesso, algo está atrapalhando. Com isso em mente, precisamos nos perguntar como podemos ajudá-lo a realizar a tarefa em mãos, ou seja, seja o que for que gostaríamos que ele fizesse.

2. Pare de culpar seu cão

Um dos primeiros passos para um treinamento bem-sucedido é assumir nossa parte no comportamento indesejável de nosso melhor amigo. Treinar um cachorro é uma tarefa cooperativa: ensinamos os cães como se comportar e eles aprendem o que fazer quando fazemos solicitações específicas a eles.

Ao assumir a responsabilidade, passamos da ideia de que nosso cão está se comportando mal para a ideia de que claramente precisamos tornar mais fácil para o cão fazer o que queremos que ele faça, porque agora ele não está conseguindo.

3. Construa uma base de treinamento mais forte

Em termos básicos, isso significa fazer mais treinamento e usar reforço positivo para todo o seu treinamento. Se o seu cão resiste a fazer algum comando, como “deitar”, comece a associar a ação à alguma coisa que ele goste.

Peça-lhe que se deite antes de sair para dar um passeio, antes de deixá-lo sair, antes de alimentá-lo, antes de lhe dar um novo brinquedo ou uma guloseima. Depois que ele aprender a associar deitar com tudo o que o faz feliz, será mais provável que ele se deite em contextos novos e diferentes.

4. Use reforço positivo
Dog, Small, Dog Training, Yorkie, Yorkshire Terrier
(Foto: Pixabay)

O reforço positivo torna o comportamento que você deseja mais provável de aparecer. Essa é a definição de reforço positivo: dar a um cachorro algo de que ele goste depois de realizar uma ação aumenta as chances dessa ação ocorrer no futuro. Ao ajudar seu cão a fazer essa conexão muitas vezes, você constrói um forte histórico de reforço com um comportamento, tornando mais provável que seu cão o execute.

Os cães não querem nos agradar. Eles querem fazer o que lhes agrada. Por falar nisso, indivíduos de todas as espécies, incluindo a nossa, agem de maneiras que fazem com que coisas boas aconteçam para eles. Usar reforço positivo (e muito!) é a maneira de alinhar o que seu cão deseja fazer com o que você deseja que ele faça.

5. Prepare o seu cão para o sucesso

Isso significa, basicamente, criar situações em que o comportamento é altamente provável de ocorrer e, em seguida, reforçá-lo. Isso o torna mais provável de ocorrer no futuro. Com muita repetição em situações cada vez mais desafiadoras, o cão será capaz de realizar o comportamento desejado em uma ampla gama de contextos.

Por exemplo, suponha que seu cachorro late e avança sempre que vê outro cachorro durante uma caminhada. Normalmente, isso leva à pergunta: “Como posso fazer com que ele aja de maneira adequada nesta situação?”.

A resposta é prepará-lo para o sucesso, não o colocando em situações em que o fracasso é uma coisa certa. Em vez disso, modifique o contexto para que ele possa agir como você deseja e, em seguida, aumente gradualmente o nível de dificuldade à medida que ele fica melhor em lidar com isso. O que ele pode controlar é um alvo em movimento, mas deve ser movido gradualmente.

6. Use prevenção e gerenciamento

Quando administramos uma situação para evitar problemas, estamos fazendo um grande favor a nossos cães. Você tem um cachorro que não vem até você quando é chamado? Não o deixe sem coleira em uma área que não seja cercada.

Ele não consegue lidar com essa quantidade de liberdade, que tem pelo menos três consequências negativas possíveis: ele irá ignorá-lo quando você o chamar para vir, ele vai aprender que você não pode fazê-lo ir até você ou pegá-lo e ele pode se colocar em perigo.

Da mesma forma, se ele agir de forma descontrolada quando as pessoas baterem na porta, você pode evitar esse caos dando a ele um bichinho de pelúcia ou um brinquedo para mantê-lo ocupado antes que os visitantes cheguem, ou deixe-o do outro lado de um portão para impedi-lo de saltar sobre seus convidados. Isso é administrar a situação para tornar mais fácil para ele fazer a coisa certa, e é uma gentileza que vale a pena oferecer.

7. Se empenhe em obter resultados

Grande parte de nossos esforços deve ser direcionada para treinar o cão a ter um comportamento induzido em uma variedade de situações e contextos.

Dog, Training, Kaja, Game, Host, Contact, Movement
(Foto: Pixabay)

Simplificando, há uma grande diferença entre pedir ao nosso cachorro para vir quando estiver no quintal e quando estiver correndo livre pela vizinhança, ou rolar na sala da família quando nada estiver acontecendo e rolar imediatamente após entrar no parque de cães, quando uma dúzia de cães o cercam.

Uma vez que reconhecemos as possíveis razões pelas quais um cão não está fazendo o que queremos, é muito mais provável que sejamos capazes de resolver o problema. Se o cachorro estiver com medo, podemos ajudá-lo a superar seus medos, mas também podemos removê-lo da situação que o está assustando ou diminuir nossas expectativas enquanto ele está nessa situação assustadora. Podemos nos afastar das distrações ou pedir a ele que faça algo mais fácil até que recuperemos toda a sua atenção.

Veja também:

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ 5 dicas para escolher o modelo ideal de sofá para a sala de estar

+ Pessoas que gostam de cerveja IPA têm personalidade parecida, diz estudo. Saiba mais!

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!

+ Gato e porquinho viram melhores amigos quando passaram a viver na mesma casa

+ CPTM atualiza mapa das linhas da CPTM e Metrô

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Bandeirantes contrata atriz de fimes adultos Maru Karv para o canal SexPrivé

+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol

+ Irmã de Juliana Caetano exibe corpão e brinca com fãs: “O que te faz ver estrelas?”

+ Aos 68 anos, Bruna Lombardi posta foto de biquíni ‘contra sua vontade’

+ Marcella Rica e Vitória Strada vão se casar

+ Vídeos íntimos de Raissa Barbosa vazam em sites de conteúdo adulto

+ Ellen Rocche posta foto de ensaio nu na ‘Playboy’ e ganha elogios dos fãs

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada

+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona

+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos

+ Líder de seita sexual apocalíptica é condenado a 1.075 anos de prisão

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ ‘Borboletas no estômago’ indicam algo além de estar apaixonado

+ 10 sinais de que seu parceiro não te ama (como você gosta dele)


  • Back to top