Saiba como socializar aquele cãozinho que entrou na sua vida

Saiba como socializar aquele cãozinho que entrou na sua vida durante a pandemia

Saiba como socializar aquele cãozinho que entrou na sua vida durante a pandemia (Foto: Mia Anderson/Unsplash)
Saiba como socializar aquele cãozinho que entrou na sua vida durante a pandemia (Foto: Mia Anderson/Unsplash)
Saiba como socializar aquele cãozinho que entrou na sua vida durante a pandemia (Foto: Mia Anderson/Unsplash)

Com o aumento expressivo de famílias que adotaram ou compraram cães na pandemia, especialistas estão alertando sobre a importância de socializar os filhotes antes que eles se tornem agressivos ou tenham medo de outros cães e pessoas.

Veja também:

+ Donos de cães sofreram menos com depressão durante a pandemia
+ Vídeo hilário: gato descobre câmera instalada para vigiá-lo e fica muito curioso
+ Confira as 10 melhores raças de cães de trabalho

Apresentar o seu cachorro a novas experiências é uma parte crítica do seu desenvolvimento. Coisas simples, como receber amigos em sua casa, levar seu filhote a um restaurante que aceita animais de estimação ou ir a aulas de treinamento pessoalmente são maneiras de socializar seu filhote, e todas são experiências que eles podem ter perdido durante o período de distanciamento social.

Mesmo para cães criados antes da pandemia, o mesmo pode ser verdade. Assim como você pode estar se sentindo estranho ou sobrecarregado após um período tão longo sem muita interação social, as habilidades sociais do seu cão também podem estar enferrujadas.

Por que a socialização é importante?

Socialização é expor seu filhote a outros animais, pessoas, lugares e experiências. É instinto animal temer o desconhecido, por isso é importante ensinar coisas novas aos filhotes para que aprendam a não temê-los. Quando os filhotes não têm essas experiências, eles podem crescer e se tornar medrosos e retraídos.

Socializar seu cão desde o início é muito importante, mas não é uma causa perdida se você perdeu a janela de socialização ou seu cão precisa de uma atualização. Há coisas que você pode fazer para conter ou corrigir seu comportamento.

O que é a “janela de socialização”?

A janela de socialização é uma fase de desenvolvimento de cerca de três a 16 semanas (ou até 4 meses de idade), quando os filhotes estão mais preparados e abertos a novas experiências. Eles também são menos medrosos em geral nessa idade.

Durante esse período, os filhotes podem se recuperar prontamente de experiências assustadoras. Algo que os assusta, eles se recuperam muito rapidamente. “Eles estão criando e formando memórias e tentando determinar o que é seguro e inseguro em suas vidas”, disse Debbie Martin, técnica veterinária especializada em comportamento, ao site Mashable.

A socialização adequada é uma das razões pelas quais os criadores costumam manter os filhotes por pelo menos oito semanas antes que os donos possam levá-los para casa. Os filhotes aprendem a socialização crítica estando com seus irmãos de ninhada e a mãe. Com oito semanas, eles têm uma base sólida e normalmente continuam a ter novas experiências quando são levados para a casa de seus donos.

Mas durante a pandemia, os filhotes foram levados para casa em um mundo socialmente isolado e possivelmente perderam as últimas semanas de sua janela de socialização. Para filhotes ou cães adultos que foram adotados, a questão se torna ainda mais complicada. Eles podem nunca ter sido socializados adequadamente e podem ter um tempo ainda mais difícil de se ajustar a novas experiências.

Ainda posso socializar meu cachorro depois dessa janela?

Sim, mas será muito mais difícil. “Isso não significa que está tudo condenado se você tem seu cachorro e ele tinha cinco meses de idade e não teve muita socialização”, explicou a especialista. “É muito mais fácil quando eles tiveram algumas boas experiências.”

A chave para socializar ou ressocializar seu cão é ir devagar. Também é importante lembrar que pode haver limitações. Seu cão pode sempre ter medo de certas coisas, assim como os humanos que nunca superam seus medos de infância.

Além disso, os cães têm personalidades diferentes e podem simplesmente ser tímidos ou reservados. “É importante para nós perceber que eles podem fazer amigos específicos, eles podem se sentir confortáveis ​​com certas situações, idealmente”, sugeriu a veterinária. “Mas isso não significa que eles serão capazes de fazer tudo o que queremos que eles façam.”

Seja uma parte de sua personalidade ou falta de socialização, forçá-los a fazer algo que não querem apenas criará associações negativas, tornando-os mais resistentes à mudança.

O que devo fazer se meu cão precisar ser socializado ou ressocializado?
  • Conheça o seu cão

De um modo geral, antes de tentar qualquer socialização, seu cão precisa sentir que pode confiar em você. “O primeiro passo na socialização é que seu filhote ou cão recém-adquirido esteja confortável com você”, disse a Dra. Mary Burch, behaviorista animal, ao Mashable.

Ela recomenda praticar essas coisas todos os dias e pedir que os outro membros de sua família façam o mesmo. “Acaricie seu cachorro, segure-o em posições diferentes, manuseie as orelhas, os pés e a boca, brinque com seu cachorro, chame o cachorro para vir até você, ensine ao seu cachorro uma habilidade básica.”

Quando seu cão estiver confortável com você e com os membros de sua família, é hora de estudar. “A primeira coisa que os donos precisam fazer é identificar quando seu cão está feliz e relaxado e quando não está”, ressaltou Martin. “Então, quando está um pouco nervoso ou ansioso, como é esse cachorro?”, acrescentou ela.

  • Convide visitantes

Em seguida, a Dra. Burch recomenda expor seu cão a novas pessoas, convidando visitantes para a sua casa. Se você tem um quintal, comece com um visitante apenas no quintal. Em seguida, passe para um visitante que entra na casa.

  • Planeje algumas viagens

Experiências sociais são pequenas viagens projetadas para exposição controlada. Isso pode ser levar o cachorro para uma loja que aceita animais de estimação ou um novo lugar como um restaurante ou um parque animado.

As especialistas recomendaram fazer uma lista de verificação de experiências para que você possa trabalhar com ela metodicamente. A chave é associar cada etapa do processo a algo positivo, como uma guloseima realmente deliciosa.

Comece nos arredores de um lugar e certifique-se de observar a linguagem corporal do cão. Se eles estiverem começando a ficar nervosos, afaste-se até que eles se sintam confortáveis ​​novamente.

Você também pode perceber que eles ficam nervosos se você pedir um comportamento e eles não o fizerem, ou se você lhes der uma guloseima e eles não comerem. Se isso acontecer, leve-os para onde se sintam confortáveis ​​novamente. Seu cão precisa sentir que tem autonomia da situação, então cada passo deve estar no ritmo dele.

Martin sugeriu para fazer muitas pausas e que algumas experiências sociais podem durar apenas cinco minutos. Você quer criar associações positivas desde o início, em vez de tentar mudar a mente do seu cão sobre uma associação negativa.

Em outras palavras, seja proativo, não reativo: “Se eles estiverem mostrando sinais de medo ou apreensão, provavelmente não aceitarão guloseimas e você já perdeu a oportunidade de criar essa associação positiva”.

  • Quando trazer os especialistas

Se o seu cão está agindo de forma agressiva por medo ou se desligando completamente porque está com muito medo, procure um treinador para a segurança de todos. Um cão socializado inadequadamente pode morder outro cão ou pessoa, ou ferir-se.

E o problema não desaparece sozinho. Existem vários diretórios on-line para behavioristas de animais, treinadores de animais e consultores de comportamento animal, o que é uma boa maneira de iniciar sua pesquisa. Apenas saiba que se você resolver o problema e procurar ajuda profissional, seu cão pode ser ajudado.

+ Juju Salimeni conta que não irá desfilar no Carnaval 2022: “Acabei não me programando”
+ Geisy Arruda exibe bronzeado durante viagem pela Bahia
+ 10 ideias de gallery wall para decorar a parede da sua sala de estar com estilo e personalidade



  • Back to top