Saiba como fazer o seu gato parar de fazer cocô no chão - Pet é pop

Saiba como fazer o seu gato parar de fazer cocô no chão

Saiba como fazer o seu gato parar de fazer cocô no chão
Saiba como fazer o seu gato parar de fazer cocô no chão
Saiba como fazer o seu gato parar de fazer cocô no chão (Foto: Unsplash)

Os gatos geralmente são animais bastante higiênicos, mas por que alguns acabam fazendo cocô fora da caixa de areia? Veja alguns motivos e como resolver esse problema!

Veja também:

+ Mulher comemora 100 anos fazendo o que mais gosta: cuidar de cães e gatos
+ Vídeo: Clipe com gatos fazendo cover do grupo BTS enlouquece a internet
+ Entenda por que seu cão gosta de rolar na sujeira e saiba como detê-lo

Antes de tudo, é importante saber que, se o seu gato que geralmente utilizaria a caixa de areia normalmente está optando por não fazê-lo, ele definitivamente está tentando lhe dizer algo. Pode significar que ele quer atenção, que a caixa dele não está limpa como ele gostaria que tivesse e, principalmente, dando sinais de algum problema médico.

Para resolver o problema, primeiro é importante levá-lo ao veterinário para que ele possa descartar quaisquer problemas médicos subjacentes. Na consulta, dê detalhes ao médico sobre quaisquer mudanças na rotina ou comportamento. Isso pode ajudar seu veterinário a entender o que está acontecendo.

Caso ele defina que seu gato não tem nenhum problema de saúde, podemos pensar em soluções relacionadas à seu comportamento. Confira algumas razões para seu gato estar fazendo cocô no chão:

Estresse e problemas comportamentais

Mesmo que nossos amigos peludos pareçam ser as criaturas mais “relaxadas” do planeta, eles ainda sofrem de estresse. Uma mudança em seu comportamento de “banheiro” pode ser atribuída a várias causas, algumas das quais são devidas ao “estresse do gato”.

Os gatos prosperam na rotina e ficam estressados ​​facilmente, eles precisam de previsibilidade em suas vidas para se sentirem confortáveis ​​em seu ambiente. Se você vivesse fora e lutasse pela sobrevivência, também não gostaria de ter um dia cheio de surpresas.

Podemos eliminar o estresse e problemas comportamentais com enriquecimento interno adequado e estimulação mental. Vista sua casa com móveis para gatos, camas quentes, centros de atividades e brinquedos de quebra-cabeça para ajudar a aliviar o estresse. Esses itens essenciais ajudarão a manter seu gato ocupado quando você não estiver em casa.

Caixa de areia suja

É muito comum os gatos torcerem o nariz para uma caixa de areia se ela não atender aos seus padrões exigentes de limpeza e odor. Se não estiver intocada, mesmo os gatos que foram treinados por anos podem rejeitar a caixa em favor de outra área, como o chão.

Às vezes, resolver o problema é tão simples quanto manter a área da caixa sanitária limpa. Devemos recolher a caixa à medida que o gato usa e limpá-la completamente pelo menos uma vez por semana.

Localização errada da caixa de areia

Seu gato pode não gostar da posição da caixa de areia. Alguns gatos são muito exigentes sobre isso e poderia ser tão simples quanto isso. Não coloque a caixa perto de uma porta ou parte da casa que receba muito tráfego humano. Tente colocar uma caixa de areia de canto triangular em um canto tranquilo da casa, isso geralmente ajuda.

Mudança na dinâmica familiar

Outro gato, animal de estimação ou mesmo um novo bebê foi apresentado à família? Ou, por outro lado, alguém se mudou ou foi embora, o que agora alterou o equilíbrio doméstico?

Nesse caso, seu gato pode simplesmente estar marcando seu território, mas isso deve ser temporário até que ele se acostume com a nova dinâmica. Lembre-se de que são coisas sensíveis que preferem rotina e previsibilidade. Quaisquer mudanças em sua casa devem ser feitas gradualmente.

Se você planeja trazer outro companheiro animal para casa, certifique-se de apresentá-los gradualmente para evitar brigas e estresse adicional. Você deve manter o novo gatinho em uma sala fechada. Inclua todos os itens essenciais para gatos na sala, como caixa de areia, poste para arranhar, camas, comida e água e árvores para gatos.

Evite o contato direto no início. Use atividades positivas como brincar e comer perto da porta fechada para ajudar os gatos a se ajustarem sem contato direto. Você também pode trocar artigos de roupa com seus cheiros para que possam se conhecer com segurança.

Agora que você já sabe quais são os possíveis problemas, veja quais são as soluções mais adequadas para cada situação:

Adicione outra caixa de areia

A regra é que você deve ter uma caixa de areia por gato, mais uma caixa extra em um local diferente. Especialistas recomendam pelo menos 1,5 caixas de areia por gato. Portanto, se você tem um gato, precisa de duas caixas sanitárias. Dois gatos, três caixas de areia e assim por diante.

Se seus gatos estão urinando ou fazendo cocô fora da caixa, recomendamos ainda mais caixas sanitárias em cima disso. Os gatos são mimados e gostam de estar no controle e ter opções, além disso, são criaturas territoriais, especialmente quando há vários gatos na mesma casa.

Observe que as caixas precisam estar localizadas em lugares diferentes. Caso contrário, um gato pode tentar possuir todos os banheiros como seu território pessoal.

Considere uma caixa de areia grande

Existem muitos modelos de caixas de areia maiores no mercado. Essas caixas de areia gigantes são grandes o suficiente para dois gatos compartilharem confortavelmente. Mas certifique-se de manter o controle da limpeza.

Lembre-se também de que os gatos provavelmente não usarão a caixa sanitária ao mesmo tempo. Portanto, mesmo se você receber uma caixa de areia jumbo, você ainda deve ter várias opções para uma casa com vários gatos. Isso os ajudará a se sentirem mais confortáveis ​​e menos estressados.

Torne as áreas de acidentes “indesejáveis”

Se o seu gato parece estar indo em uma área específica com frequência e não pode ser mantido longe dela, uma ideia seria borrifar a área com um dissuasor amigável para o gato. O objetivo é tornar uma “área de cocô” bastante indesejável.

Limpe imediatamente qualquer “acidente”

Pode demorar um pouco para que seu gatinho volte a usar a caixa sanitária, então não fique desapontado se houver mais acidentes. Se houver um escape, limpe bem a área com um limpador enzimático. Se o gato ainda puder sentir seu cheiro, ele pensará que está tudo certo para ir lá novamente. Esses tipos de produtos de limpeza removem completamente todo o cheiro.

Seja paciente e consistente

A mudança do hábito de usar o banheiro não acontecerá imediatamente, então não fique desapontado se houver mais “contratempos”. Continue limpando as áreas sujas, mantenha a caixa sanitária limpa e mantenha um ambiente livre de estresse e divertido para seu amigo peludo.

Observe também que você nunca deve punir seu gato. Os gatos veem toda a atenção como atenção positiva, e você não quer que seu gato pense que fazer cocô fora da caixa é uma coisa boa. Essa punição negativa só vai ensinar seu gato a temê-lo e evitá-lo.

Uma experiência negativa também irá estressar mais o seu gato e, possivelmente, promover esse comportamento indesejado ou torná-lo pior.

  • Back to top