Saiba como diminuir a pegada de carbono do seu pet - Pet é pop

Saiba como diminuir a pegada de carbono do seu pet

Saiba como diminuir a pegada de carbono do seu pet
Saiba como diminuir a pegada de carbono do seu pet
Saiba como diminuir a pegada de carbono do seu pet (Foto: Jamie Street/Unsplash)

Apesar de serem nossos melhores amigos e grandes adições em nossas famílias, os animais de estimação têm um grande impacto no meio ambiente.

Veja também:

+ 5 maneiras fáceis de diminuir a ‘patada’ de carbono do seu pet
+ Melhor por Natureza: Whiskas lança linha de alimentos secos para gatos
+ Gato resgatado no lixo é nomeado vice-ministro do Ambiente na Rússia

Segundo especialistas, a alimentação dos pets é a principal culpada pela pegada de carbono que eles deixam no mundo. Isso é devido ao fato de que os cães e gatos obtêm mais proteína de carne e peixe do que os humanos.

Nos Estados Unidos, isso corresponde a cerca de um quarto de todas as calorias consumidas de produtos de origem animal, emitindo o equivalente de CO2 a cerca de 13 milhões de carros por meio da produção pecuária, de acordo com um estudo de 2017 realizado na Universidade da Califórnia.

Será que uma dieta vegana seria a chave para mudar isso? É mais complicado que isso. Os gatos domésticos são carnívoros obrigatórios, ou seja, eles precisam dos nutrientes da carne para sobreviver.

Sem a taurina, um aminoácido encontrado somente em produtos de origem animal, os gatos desenvolvem problemas cardíacos e ficam cegos. Embora esses nutrientes essenciais possam ser fornecidos como suplementos junto com refeições à base de plantas, há um debate entre especialistas em animais sobre se, em geral, a dieta seria adequada para as necessidades dos gatos.

Os cães, por outro lado, parecem mais bem adaptados a um estilo de vida onívoro e são capazes de prosperar com dietas que contenham maiores quantidades de grãos. Embora isso não signifique que possamos simplesmente cortar as proteínas.

Algumas empresas internacionais estão investindo em alimentos à base de insetos, com rações para cães com alto teor de proteína, feitas de larvas de moscas trituradas. Mas, além de não ser totalmente neutro em carbono, os alimentos ainda são extremamente caros para manter na dieta dos pets.

Então, o que fazer para que seu pet possa ser mais ecologicamente amigável? Evitar comprar brinquedos de plástico, por exemplo, já é um bom começo. Animais de estimação costumam tirar pedaços dos brinquedos, que serão limpos da casa por seus donos e eventualmente vão parar em aterros sanitários e no fluxo constante de produtos de higiene que chegam aos cursos d’água.

Os humanos, é claro, usam quantidades muito maiores de plásticos e produtos químicos poluentes da água do que nossos animais de estimação usarão, mas se estamos comprometidos com uma vida sustentável, também não podemos ignorar o que oferecemos aos nossos animais de estimação.

Confira algumas dicas de sustentabilidade para sua vida com os pets:

  • Forneça brinquedos comestíveis para cães ou ‘árvores’ recicláveis ​​de madeira para os gatos escalarem;
  • Pesquise sobre as marcas de cuidados com o seu cão e mudar para produtos ecológicos;
  • Escolha espaços verdes locais para caminhadas em vez de dirigir até a praia ou um local distante.


  • Back to top