Saiba como controlar o instinto assassino do seu gato - Pet é pop

Saiba como controlar o instinto assassino do seu gato

Saiba como controlar o instinto assassino do seu gato



Saiba como controlar o instinto assassino do seu gato
Saiba como controlar o instinto assassino do seu gato (Foto: Vincent Creton/Unsplash)

Apesar de muitos donos de gatos não gostarem de admitir, o gato possui um instinto natural de caça, comprovado cientificamente por diversos estudos.

Veja também:

14 coisas que todo dono de gato deve saber
Com inteligência artificial, caixa para gatos ajuda a diagnosticar 7 doenças comuns
Gato volta pra casa após oito anos desaparecido

A Carte Blanche recentemente exibiu uma matéria sobre gatos com ênfase em sua propensão para a caça, e alguns amantes de gatos não aprovaram. A história foi baseada em pesquisas realizadas por cientistas da Universidade da Cidade do Cabo, relatadas pelo Daily Maverick aqui e aqui.

Na África do Sul, as pessoas provavelmente estão muito mais familiarizadas com o conceito de que algumas espécies de plantas são invasivas e têm enormes impactos na biodiversidade do que com a ideia de que os gatos são uma espécie invasora que causa impactos na biodiversidade.

Os gatos implicaram na extinção de cerca de 40 pássaros e 20 mamíferos, com a maioria dessas extinções ocorrendo em ilhas, e de todos os predadores invasores, que incluem roedores, porcos e cães selvagens, acredita-se que os gatos ameacem a maioria dos mamíferos indígenas, espécies de pássaros e répteis, globalmente.

Colleen Seymour, do Instituto Nacional de Biodiversidade da África do Sul, e Rob Simmons, do Instituto FitzPatrick de Ornitologia Africana da Universidade da Cidade do Cabo, conduziram o estudo que coletou informações de questionários de pesquisa de animais levados para casa pelos gatos e vídeos de câmeras usadas em volta do pescoço de 20 gatos por cinco semanas.

Os pesquisadores descobriram que a maior parte da caça acontecia à noite e menos de 20% dos animais caçados eram trazidos para casa. As câmeras revelaram que o animal mais comumente capturado era a lagartixa-de-folha-de-mármore, Afrogecko porphyreus, que representava metade dos animais capturados.

Com base nessa pesquisa, estimou-se que, em média, um gato mata 90 animais por ano, e com uma estimativa de mais de 300.000 gatos domésticos na Cidade do Cabo, eles podem estar matando cerca de 14 milhões de répteis, 7 milhões de mamíferos e 450.000 pássaros por ano, incluindo o sapo-leopardo ameaçado de extinção, Sclerophrys pantherina, vulnerável rã-da-chuva do Cabo, Breviceps gibbosus, camaleão-anão do Cabo, Bradypodion pumilum e pássaro solar de peito alaranjado, Anthobaphes violacea, que só são encontrados no sudoeste do Cabo.

Embora essas descobertas possam ser preocupantes para conservacionistas e amantes da natureza, descobriu-se que, embora em alguns lugares, como a Austrália, onde os gatos selvagens são sacrificados, os residentes urbanos reconhecem que os gatos representam um risco para a vida selvagem, em outras regiões, como no Reino Unido, os residentes urbanos não compartilham da mesma opinião.

Portanto, embora a conscientização sobre os impactos dos gatos na vida selvagem possa influenciar a percepção das pessoas que se preocupam com o tema, é reconhecido que isso pode não mudar as percepções ou o comportamento das pessoas que não são motivadas por objetivos de conservação, fazendo campanhas focadas em bem-estar do gato com maior probabilidade de sucesso.

Por exemplo, TassieCat é uma iniciativa do governo na Tasmânia que promove a guarda responsável de gatos com foco em fornecer conselhos e recursos para manter os gatos seguros, saudáveis, felizes e em casa para proteger a vida selvagem e as comunidades da Tasmânia, com o bem-estar dos gatos sendo o centro da campanha.

Para os donos de gatos que desejam reduzir o impacto que seus gatos têm sobre a vida selvagem, uma série de ações podem ajudar, incluindo limitar quantos gatos você tem, castrá-los, mantê-los em casa à noite e usar cercas à prova de gatos ou colares para gatos CatBibs e Birdsbesafe.

Veja também:

+ Conheça o iate de luxo de Giorgio Armani: ele mesmo projetou e custa R$ 330 milhões

+ Cozinhas coloridas: veja dicas essenciais para apostar em projetos alegres, modernos e joviais

+ 5 dicas para escolher o modelo ideal de sofá para a sala de estar

+ Pessoas que gostam de cerveja IPA têm personalidade parecida, diz estudo. Saiba mais!

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

+ Bruna Lombardi posta foto nua aos 68 anos

+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!

+ Gato e porquinho viram melhores amigos quando passaram a viver na mesma casa

+ CPTM atualiza mapa das linhas da CPTM e Metrô

+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco

+ Bandeirantes contrata atriz de fimes adultos Maru Karv para o canal SexPrivé

+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol

+ Irmã de Juliana Caetano exibe corpão e brinca com fãs: “O que te faz ver estrelas?”

+ Aos 68 anos, Bruna Lombardi posta foto de biquíni ‘contra sua vontade’

+ Marcella Rica e Vitória Strada vão se casar

+ Vídeos íntimos de Raissa Barbosa vazam em sites de conteúdo adulto

+ Ellen Rocche posta foto de ensaio nu na ‘Playboy’ e ganha elogios dos fãs

+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada

+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona

+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos

+ Líder de seita sexual apocalíptica é condenado a 1.075 anos de prisão

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ ‘Borboletas no estômago’ indicam algo além de estar apaixonado

+ 10 sinais de que seu parceiro não te ama (como você gosta dele)


  • Back to top