Rússia registra a primeira vacina contra Covid desenvolvida para cães e gatos - Pet é pop

Rússia registra a primeira vacina contra Covid desenvolvida para cães e gatos

Rússia registra a primeira vacina contra Covid desenvolvida para cães e gatos
Rússia registra a primeira vacina contra Covid desenvolvida para cães e gatos
Rússia registra a primeira vacina contra Covid desenvolvida para cães e gatos (Foto: Freepik)

A Rússia registrou a primeira vacina contra a Covid-19 do mundo para animais, de acordo com o regulador agrícola do país.

Veja também:

Os testes clínicos da vacina, chamada Carnivac-Cov, começaram em outubro passado e envolveram cães, gatos, raposas do Ártico, visons, raposas e outros animais, disse Konstantin Savenkov, vice-chefe da Rosselkhoznadzor, de acordo com um relatório da Reuters.

“Os resultados dos testes nos permitem concluir que a vacina é inofensiva e altamente imunogênica, pois todos os animais vacinados desenvolveram anticorpos contra o coronavírus em 100% dos casos”, disse Savenkov. “É o primeiro e único produto do mundo para a prevenção de COVID-19 em animais.”

A produção em massa da vacina, desenvolvida pelo Serviço Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária, uma unidade de Rosselkhoznadzor, pode começar já em abril, disse o órgão. Ele acrescentou que empresas na Grécia, Polônia, Áustria, EUA, Canadá e Cingapura já manifestaram interesse em comprar a injeção.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) disseram que não havia evidências de que os animais desempenham um papel significativo na disseminação de Covid-19 para as pessoas e que o risco de transmissão de animal para humano é baixo.

No entanto, o CDC disse que mais estudos são necessários para entender como diferentes animais podem ser afetados pelo coronavírus que causa o coronavírus, e aconselhou as pessoas com Covid-19 a evitar o contato com animais.

A Organização Mundial de Saúde disse em novembro que o vírus é “predominantemente” transmitido entre humanos, mas que existem vários exemplos de transmissão de animais para humanos. A OMS acrescentou que vários animais tiveram resultado positivo após entrar em contato com humanos infectados, incluindo visons, cães, gatos domésticos, leões e tigres.

  • Back to top