Quer que seu pet tenha uma velhice saudável? Dê comida uma vez por dia, diz a ciência - Pet é pop

Quer que seu pet tenha uma velhice saudável? Dê comida uma vez por dia, diz a ciência

Quer que seu pet tenha uma velhice saudável? Dê comida uma vez por dia, diz a ciência
Quer que seu pet tenha uma velhice saudável? Dê comida uma vez por dia, diz a ciência
Quer que seu pet tenha uma velhice saudável? Dê comida uma vez por dia, diz a ciência (Foto: Mathew Coulton/Unsplash)

Um dos maiores objetivos dos donos de animais de estimação é que eles envelheçam com saúde. De acordo com um novo estudo, os cães alimentados uma vez por dia têm menos probabilidade de serem diagnosticados com doenças relacionadas à idade do que aqueles que comem com mais frequência.

Veja também:

+ Gulosos! Fotógrafa registra reação de cães ao receberem comida e petiscos
+ Vídeos: imagens impressionantes mostram treinamento de cães paraquedistas na Rússia
+ Casal cria hotel de luxo para gatos no interior da Inglaterra

A pesquisa fez parte do projeto Dog Aging Project, que foi estabelecido para estudar as causas genéticas e ambientais do envelhecimento em cães e outros animais, incluindo pessoas.

Matt Kaeberlein, da Universidade de Washington, em Seattle, EUA, analisou 24 mil donos de cães de estimação americanos, realizou a pesquisa que reforçou como o jejum intermitente pode retardar o envelhecimento em alguns animais, como ratos.

Kaeberlein analisou os dados do projeto para ver se os cães alimentados uma vez por dia tinham mais ou menos probabilidade de serem diagnosticados com várias categorias de doenças relacionadas à idade, de câncer ao equivalente canino de demência, do que aqueles alimentados com mais frequência.

Na maioria dos casos, os cães alimentados uma vez por dia foram significativamente menos propensos a ter esse diagnóstico. “Na minha opinião, é uma evidência correlativa bastante convincente”, explicou ele.

No entanto, o estudo não estabeleceu a causa, segundo ele. A quantidade total que um cachorro come, em vez da frequência com que ele come, pode explicar a correlação. Cães alimentados duas vezes por dia ou mais podem ter maior probabilidade de ser obesos, por exemplo. No entanto, Kaeberlein ressaltou que donos não devem fazer mudanças na dieta de seus animais ainda.

A equipe do projeto planeja perguntar aos proprietários quanto seus cães comem e se são obesos. Mas medir a ingestão calórica com precisão é difícil de fazer em pesquisas. Idealmente, a equipe gostaria de realizar um ensaio envolvendo a troca de alguns cães para a alimentação uma vez ao dia para ver se isso afeta sua saúde.

“O ponto forte do estudo é que os números são grandes e os métodos estatísticos são sólidos”, disse Alex German, da Universidade de Liverpool, no Reino Unido. Mas também tem muitos pontos fracos, diz ele, e ele concorda fortemente que “as pessoas não devem mudar a maneira como alimentam seus cães até que mais estudos sejam feitos”.

O conselho atualmente dado por muitas organizações é alimentar os cães duas vezes ao dia. Se outros estudos confirmarem que a alimentação uma vez ao dia é mais saudável, independentemente de quanto os cães comem no geral, isso pode levar a uma mudança neste conselho, segundo Kaeberlein.

A alimentação uma vez ao dia pode ser benéfica apenas para cães, dada sua história evolutiva como caçadores. Seus ancestrais lobos muitas vezes ficavam dias sem comer. Mas a alimentação com restrição de tempo também pode ser benéfica para outros animais, incluindo pessoas, de acordo com o especialista.

O Dog Aging Project está buscando mais participantes e espera iniciar pesquisas internacionais em 2022.



  • Back to top