Professora de arte tenta empalhar seu gato, e o resultado é aterrorizante - Pet é pop

Professora de arte tenta empalhar seu gato, e o resultado é aterrorizante

Professora de arte tenta empalhar seu gato, e o resultado é aterrorizante
Professora de arte tenta empalhar seu gato, e o resultado é aterrorizante
Professora de arte tenta empalhar seu gato, e o resultado é aterrorizante (Foto: Kennedy News and Media)

Uma professora de arte da Flórida acidentalmente criou um “gato Frankenstein” quando experimentou a taxidermia felina pela primeira vez.

Veja também:

+ Mulher vai a abrigo adotar um pet e reencontra seu cão desaparecido há dois anos
+ Veterinários explicam por que grãos devem ser evitados na dieta de cães e gatos
+ Vídeo fofo: Praticantes de ioga fazem aulas com filhotes para estimular adoção

Jennifer Clark disse às pessoas nas redes sociais que queria aprimorar suas habilidades artísticas quando trouxe um gato malhado que encontrou morto na beira da estrada para trabalhar, mas o processo de um mês se tornou mais complicado do que ela esperava e ela acabou com o tipo de exibição chocante que você poderia encontrar em um museu de taxidermia ruim.

Sua postagem no Facebook se tornou viral e foi curtida, comentada e compartilhada mais de 20.000 vezes, com muitos zombando de seu projeto. Várias fotos mostram a boca escancarada e cheia de feltro de Oscar enquanto ele “senta” no jardim, enquanto em outra foto a criação bizarra repousa ao longo de um galho de árvore.

She says she hoped she could do some 'touch-ups' to make it look better but that she hadn't succeeded

“Quando acabou, pensei: ‘Oh, meu Deus, algum dia eu quero que alguém veja isso?’. Às vezes você quer preservar seus animais, mas se você trouxer um gato dos mortos, você pode conseguir algo como o filme Pet Cemetery ou o gato de Frankenstein, e isso é assim”, brincou ela.

“Ele não era de ninguém, então eu queria dar a ele uma segunda chance de ter uma família, mas não sou muito habilidosa porque acabei de começar, então ele não se saiu muito bem. Não há muitos vídeos de taxidermia porque eles não colocam na internet. A maior parte do tempo eu estava improvisando e aprendendo à medida que avançava”, acrescentou Jennifer sobre seu processo criativo.

Em uma tentativa de aumentar o moral de outros entusiastas que lutam para dominar a arte, Jennifer compartilhou sua sessão de fotos macabra no Facebook no início deste mês. “Eu montei suavemente este gato falecido. Se o objetivo final for um cachorro-quente alongado sem cabelo, então tive muito sucesso”, brincou.

She admits that when it was finished she thought: 'Oh good lord, do I ever want anyone to see this?'

Ela ainda acrescentou que não acha que tem nada de assustador com a taxidermia. “É uma forma de arte e às vezes dá certo e às vezes não. O fato de eu ser professora de arte torna tão irônico que eu tenha feito um projeto tão terrível, mas foi com a melhor das intenções”, explicou Jennifer.

A perseverante Jennifer disse que não vai desistir da taxidermia após a reação do post viral, mas admite que aprendeu algumas lições e acredita que aqueles que desejam ter seus próprios gatos empalhados devem deixar isso para os especialistas.

  • Back to top