Por que os cães têm focinho gelado? A ciência responde - Pet é pop

Por que os cães têm focinho gelado? A ciência responde

Por que os cães têm focinho gelado? A ciência responde
Por que os cães têm focinho gelado? A ciência responde
Imagem de Susanne Pälmer por Pixabay

Você já deve ter percebido que o focinho do seu cão está quase sempre gelado e úmido. Não se preocupe, isso é normal. Esse fenômeno acontece porque os cães regulam a temperatura corporal pela respiração. O assunto despertou a curiosidade de pesquisadores da Universidade Eötvös Loránd, na Hungria.

Veja também:

Os cientistas realizaram dois experimentos com o objetivo de entender melhor por que os cães têm focinho gelado. Na primeira investigação, os cientistas analisaram o comportamento dos pets. A equipe treinou três animais de estimação para escolher o objeto mais quente – com a mesma temperatura de uma presa em potencial. Os resultados mostraram que os cães são capazes de detectar radiação térmica fraca.

No segundo experimento, os pesquisadores observaram a resposta do cérebro dos cães à mudança de temperatura. Foram apresentadas uma caixa com água quente e uma porta isolante térmica para 13 cães. Os cachorros haviam sido treinados para ficarem imóveis em um scanner de ressonância magnética. A resposta cerebral foi maior quando a porta isolante foi aberta, permitindo o cão de ter contato com uma superfície mais quente.

Ao site Live Science, Anna Bálint, pesquisadora que estuda o comportamento animal na universidade húngara, explica que a área do cérebro dos cães que se iluminou na ressonância magnética tem sido associada à atividade predatória em muitos vertebrados.

Veja também:

Essa região combina simultaneamente sentidos como visão, posição corporal e calor para a execução de um objetivo, como mirar uma presa. Assim, o estudo concluiu que animais com focinho gelado, como os cães, podem usar o sensor de detecção térmica como ferramenta de caça.

“As pessoas pensam que os cães seguem seu olfato, o que provavelmente é verdade. Mas as ventanias ou tempestades podem complicar a ação de um cão farejador. Um sinal de calor pode ajudá-los”, afirmou a pesquisadora.

Publicado em fevereiro na revista Scientific Reports, o estudo possui uma escala pequena demais para encerrar o assunto. Mas, afinal, por que os cães têm focinho gelado? Bálint e sua equipe continuam buscando respostas para essa pergunta.

  • Back to top