Por que gatos não rugem como leões e tigres? Estudo revela a razão - Pet é pop

Por que gatos não rugem como leões e tigres? Estudo revela a razão

Por que gatos não rugem como leões e tigres? Estudo revela a razão
Por que gatos não rugem como leões e tigres? Estudo revela a razão
Por que gatos não rugem como leões e tigres? Estudo revela a razão (Foto: Tejash Verma/Unsplash)

Gatos domésticos e leões são parentes. Mas, uma diferença significativa os diferencia: suas vocalizações. Se eles são tão próximos, por que os gatos não rugem? Entenda!

Veja também:

+ Flores são nocivas para o seu pet? Confira dicas para preservar a saúde de cães e gatos
+ Foto com gatos abraçados no telhado quebra a internet
+ Vídeo: gato não se conforma com a morte do irmão e fica deitado ao lado da cova

De acordo com John Wible, curador de mamíferos do Museu Carnegie de História Natural em Pittsburgh, na Pensilvânia, EUA, tem a ver com a fisiologia da caixa vocal e da garganta do gato, que ajudam a criar essas vocalizações felinas.

Por causa da maneira como ronronar e rugir são feitos, esses sons são mutuamente exclusivos em felinos. Qualquer espécie de felino pode rugir ou ronronar, mas não os dois ao mesmo tempo.

O ronronar é um som único porque é criado quando o felino inspira e quando expira. A vocalização parece ter evoluído primeiro em gatos e é comum na família Felidae, disse John ao site Live Science. Os felinos que ronronam incluem o gato doméstico, o lince, a jaguatirica, o lince, o puma e a chita.

“Rugir é muito mais raro entre os gatos e evoluiu em uma linhagem particular de gatos grandes”, explicou. Esses gatos constituem o gênero Panthera, que inclui leões, tigres, onças e leopardos. Uma exceção aqui é o leopardo da neve, que pode ter perdido sua capacidade de rugir, de acordo com ele e um estudo no Journal of Anatomy.

Como nos humanos, os sons que os gatos emitem vêm de sua caixa vocal, chamada de laringe. A diferença entre gatos que ronronam e gatos que ruge começa aqui, embora não seja claro exatamente como os gatos fazem esses sons.

A caixa de voz dos mamíferos está na garganta, onde o ar que passa por suas estruturas cria sons. Os ossos hióide e as cordas vocais são duas partes essenciais da laringe que produzem vocalizações em gatos.

“Todos os mamíferos têm ossos em seu pescoço próximos à mandíbula, que são o aparelho hióide, e esses ossos têm uma conexão com a base do crânio, diretamente ou por meio de ligamentos”, explicou o especialista. Uma das diferenças significativas entre as espécies que rugem e as que ronronam está no hióide.

“Os rugidores têm uma disposição única para um par de ossos do aparelho hióide, chamados de epi-hióides. Em vez de osso, o epi-hióideo é um ligamento elástico alongado.” A cartilagem flexível permite que os animais abaixem a caixa vocal na garganta, produzindo um som mais profundo.

Outra diferença significativa entre gatos que rugem e ronronam está na própria caixa de voz e é essencial para ronronar. “O ronronar é causado pela contração extremamente rápida do músculo vocal, que está nas pregas vocais na caixa de voz”, justificou John.

Os felinos que rugem têm camadas de tecido mais longas, mais pesadas, mais elásticas, mais carnudas e mais gordas que constituem suas cordas vocais. Esse tecido é forte e flexível, permitindo que esses felinos criem o som estrondoso de um rugido em tom baixo, de acordo com uma pesquisa publicada na revista PLOS One em 2011, mas não os deixa ronronar.

Os cientistas não têm certeza de qual é exatamente o papel do ronronar na natureza. As teorias incluem a sugestão de que é um mecanismo de cura ou calmante ou que pode ajudar a esconder o miado dos filhotes dos predadores.

  • Back to top