Os gatos se sentem solitários sem outros felinos por perto? - Pet é pop

Os gatos se sentem solitários sem outros felinos por perto?

Os gatos se sentem solitários sem outros felinos por perto?
Os gatos se sentem solitários sem outros felinos por perto?
Os gatos se sentem solitários sem outros felinos por perto? (Foto: Milada Vigerova/Unsplash)

Já olhou para o seu filho único de quatro patas e se perguntou se eles se sentem solitários sem outros gatos por perto? Ou eles são mais feliz sozinhos? Descubra!

Veja também:

De acordo com especialistas, os leões costumam viver em uma organização social que conta com até 40 “membros da família”. Já os outros primos dos gatos, os tigres, preferem ficar sozinhos, marcando seu próprio espaço e ocupando-o por conta própria.

Mas e os gatos domésticos? Eles são solitários como tigres ou sociais como leões? Confira:

Os gatos ficam solitários sem a companhia de outros gatos? 

Provavelmente sim, especialmente se eles forem filhotes. A natureza territorial normalmente não aparece até que eles atinjam a idade adulta, mas os filhotes desejam companheiros de brincadeira. Mesmo que você adote filhotes de ninhadas diferentes, eles provavelmente se tornarão melhores amigos instantaneamente.

Para a maioria dos filhotes, a maneira como eles aprendem habilidades sociais é interagindo e brincando uns com os outros. Gatos domésticos são uma espécie social, então sim, você pode ter gatos que são amigos porque eles realmente gostam um do outro e não porque têm que ser.

Escolhendo um companheiro felino ideal para seu gato

Os gatos podem formar laços muito próximos uns com os outros. Mesmo os gatos adultos podem se tornar companheiros próximos se forem introduzidos corretamente.

Como mencionado, os gatos se apegam facilmente, no entanto, ter crescido com outras pessoas nem sempre é uma receita para o sucesso, já que os gatos são indivíduos e alguns deles simplesmente não se dão bem.

Uma regra prática é, ao escolher um companheiro felino para seu gato, procure um que tenha a mesma idade e, portanto, um nível de energia semelhante. Se você tiver um gato mais velho, um filhote pode atormentá-lo e importuná-lo com seu alto nível de energia.

Apresentando um novo amigo para seu gato

Quando você traz um gato novo para casa, a pior coisa que pode fazer é deixá-lo solto imediatamente. Quando você decidir que é o momento certo para conseguir um novo amigo para seu companheiro felino, certifique-se de apresentá-lo em terreno neutro.

Escolha um lugar que seja novo para os dois e observe cuidadosamente como eles interagem entre si antes de optar por adotar um companheiro. Essa geralmente é a melhor maneira de garantir o sucesso.

Colocá-los em transportadoras separadas, mas próximos um do outro, é o segundo lugar no que diz respeito às condições ideais para uma primeira impressão.

Lembre-se, quando você apresenta um novo gato, pode ser fácil ignorar os outros gatos. Mas os gatos também podem ficar com ciúmes, assim como um irmão mais novo humano quando o novo bebê chega em casa.

Certifique-se de brincar e acariciar seus outros gatos também, não apenas a nova adição. Isso garantirá a eles que você os ama e que ainda são uma parte valiosa da família.

Escolhendo uma nova companhia para um gato enlutado

Quando um gato morre, a perda deixa um vazio em sua vida e no restante da vida de seu gato. Os gatos, como as pessoas, ficam tristes e ficam sozinhas depois que seu companheiro felino de longa data morre. Sair e pegar outro gato após a morte do seu anterior não é algo que todos podem fazer, mas há vantagens em seguir em frente.

A questão é quando você deve buscar uma nova companhia para você e seu gato, garantindo que vocês dois tenham tempo para sofrer e se estabilizar? Isso pode levar um mês ou até vários meses. Você saberá quando chegar a hora certa.

Alguns gatos são muito sociais: um novo amigo pode impedi-los de sentir saudades do amigo perdido. Outros podem se ressentir de um recém-chegado aparecer enquanto eles ainda estão de luto. Mesmo que seu gato enlutado esteja sozinho, pode ser estressante para seu animal de estimação trazer um novo gato muito cedo. Eles sabem que esse gato não é seu amigo, tudo sobre eles é diferente, desde o cheiro, a aparência e os hábitos.

Os gatos formam laços, mas desejam apenas a companhia dos gatos com os quais estão ligados. Tal como acontece com os humanos, um vínculo não pode ser transferido de um indivíduo para outro. Adotar um gato muito cedo pode aumentar a ansiedade do seu gato.

Portanto, paciência é a chave para uma transição bem-sucedida e construir um relacionamento positivo entre você e seus companheiros felinos.

  • Back to top