Os cães têm memória? A resposta dos especialistas pode surpreender você - Pet é pop

Os cães têm memória? A resposta dos especialistas pode surpreender você

Os cães têm memória? A resposta dos especialistas pode surpreender você
Os cães têm memória? A resposta dos especialistas pode surpreender você
Os cães têm memória? A resposta dos especialistas pode surpreender você (Foto: Yan/Unsplash)

Os cães são companheiros de vida para os humanos, proporcionando momentos preciosos para relembrar. Para saber se esse sentimento é recíproco, os humanos se perguntam se os cães têm memória, sendo capazes de lembrar de eventos passados da mesma forma que nós.

Veja também:

+ Por que cães e gatos esfregam o bumbum no solo? Especialistas respondem
+ Família reencontra cão desaparecido 12 anos depois
+ Você jamais deve latir para o seu cão; saiba por quê

Para entender esse debate, é importante conhecer os dois tipos principais de memória. A primeira é a “memória semântica”, que se refere ao conhecimento generalizado e de longo prazo que acumulamos sobre o mundo ao nosso redor. Essas memórias estão ligadas a conceitos e fatos que aprendemos conscientemente (como aritmética ou linguagem) e não estão conectadas ao tempo.

A memória semântica é bastante estudada em cães. Especialistas já descobriram que os filhotes se lembram de seus donos pelo cheiro e aparência. Eles se lembram de quais brinquedos gostam, seu local favorito para descansar no sofá e sua marca preferida de ração.

Mas se os cães experimentam a “memória episódica” (que é a capacidade de recordar experiências específicas de momentos do passado) ainda não está claro. A maioria das nossas memórias associadas a um tempo e lugar contam como episódicas, como a refeição específica que você pediu ou a cor do carro que alugou em uma viagem que fez há muitos anos.

Definir se uma memória é episódica, especialmente em cães, pode ser difícil. “Algumas definições são baseadas no conteúdo (o que é lembrado) e algumas definições são baseadas na maneira como é lembrado”, disse Claudia Fugazza, pesquisadora de cognição canina da Universidade Eötvös Loránd, ao site Inverse.

Claudia considera a memória episódica como “lembrar algo que, no momento em que o evento aconteceu, você não sabia que era importante [ou] ser lembrado”. De acordo com essa definição, não é tão importante se um cão geralmente pode se lembrar do rosto de seu dono ou recordar um evento passado específico, mas sim a maneira como a informação é codificada no cérebro do cão em ambos os casos.

Memórias específicas em cães

A razão pela qual os cães não foram considerados anteriormente como tendo memória episódica provavelmente tem a ver com a forma como “a memória episódica tem sido tradicionalmente ligada à ‘autoconsciência'”, de acordo com a especialista.

Naturalmente, “se você é capaz de ‘repetir’ cenas do passado em sua mente, então você deve estar ciente de que esteve lá”, explicou Claudia. Os cientistas há muito debatem se a autoconsciência é exclusivamente humana ou está presente em outros animais.

Mas, como revela sua recente pesquisa canina, a memória episódica é muito mais complicada do que apenas a autoconsciência. Em 2016, Claudia e seus colegas publicaram um estudo que testou se os cães podem usar a memória episódica para relembrar as ações passadas dos humanos.

No estudo, os pesquisadores treinaram cães para imitar ações humanas sob comando, seguido de um simples exercício de treinamento. Os cães foram testados em sua capacidade de recordar ações específicas um minuto e uma hora após os exercícios de treinamento.

Os pesquisadores descobriram que os cães podem se lembrar de ações humanas em ambos os casos, o que significa que os cães podem se lembrar de um momento específico no passado. “Este estudo mostra que os cães podem formar memórias episódicas de eventos passados”, disse ela.

No entanto, Claudia acrescenta que eles só podem concluir que os cães têm memória “episódica”, já que não podem dizer se os caninos possuem autoconsciência ou não. Ela publicou um segundo estudo de 2020 sobre memórias episódicas em cães, testando se os cães conseguiam se lembrar de suas ações passadas.

Os pesquisadores descobriram que os cães eram capazes de repetir ou “representar suas próprias ações e recordá-las usando memória episódica”. Portanto, os cães estão “mais conscientes do que fazem do que se pensava”, segundo ela.



  • Back to top