O que você pode fazer para que o coração do seu cão esteja sempre saudável - Pet é pop

O que você pode fazer para que o coração do seu cão esteja sempre saudável

O que você pode fazer para que o coração do seu cão esteja sempre saudável
O que você pode fazer para que o coração do seu cão esteja sempre saudável
O que você pode fazer para que o coração do seu cão esteja sempre saudável (Foto: Pauline Loroy/Unsplash)

Estudos já comprovaram os benefícios que a posse de cães oferece aos corações dos humanos. Mas, manter o coração do cachorro saudável também é extremamente importante.

Veja também:

+ 5 dicas para manter a pelagem do seu gato sempre limpa e saudável
+ Cantora Carrie Underwood chora com homenagem de fãs ao seu cão Ace, morto dia 3 de abril
+ Gata baleada na cabeça ganha segunda chance na vida e vira estrela da internet

Por incrível que pareça, manter o coração de um animal de estimação em sua melhor forma é diferente do que os humanos fazem para manter o órgão mais vital de um ser vivo saudável.

“Dieta e exercício não importam tanto para a saúde do coração de um cão quanto para as pessoas”, disse Amanda Coleman, professora associada do departamento de medicina e cirurgia de pequenos animais da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade da Geórgia, em Atenas, ao site Phys.

Mas isso não significa que não há problema em cães estarem acima do peso ou inativos. É só que esses fatores de estilo de vida não afetam o risco de doenças cardíacas de um cão da mesma forma que afetam os humanos.

Os cães raramente desenvolvem aterosclerose, que é um acúmulo de placas nas artérias, devido à má alimentação e falta de exercício. Esses e outros fatores de risco de doenças cardíacas, assim como o tabagismo e uso excessivo de álcool, podem levar a um ataque cardíaco ou derrame em humanos, mas não são um fator nos tipos de doenças cardíacas que afetam os cães.

Os cães já nascem com problemas cardíacos, chamados de anomalias congênitas, ou têm doenças cardíacas degenerativas relacionadas à idade. Esses problemas são mais comuns em algumas raças do que em outras, mas podem ocorrer em qualquer cão, de acordo com Coleman.

O problema cardíaco mais comum em cães é a doença da válvula mitral, uma condição degenerativa que afeta o portão entre as duas câmaras cardíacas esquerdas que pode levar à insuficiência cardíaca.

Os sintomas incluem falta de ar, respiração rápida, tosse e ocasionalmente desmaios, às vezes causados ​​por excitação ou esforço, segundo Jonathan Abbott, professor associado de cardiologia veterinária no departamento de ciências clínicas de pequenos animais da Universidade do Tennessee em Knoxville. “Se você vir esses sintomas, procure atendimento veterinário”, disse ele ao Phys.

Segundo Emily Karlin, professora assistente da Cummings School of Veterinary Medicine da Tufts University em Grafton, Massachusetts, um veterinário deve examinar seu cão por razões de saúde geral pelo menos uma vez por ano durante seus primeiros anos e talvez duas vezes por ano à medida que envelhecem.

Os exames anuais também dão aos veterinários a oportunidade de detectar sintomas de doenças cardíacas, como sopro no coração ou batimentos cardíacos irregulares. “Certifique-se de que o coração deles seja ouvido todos os anos, para que se um sopro ou arritmia se desenvolva, você o detecte cedo”, disse Karlin.

A dirofilariose, uma doença parasitária que vem de picadas de mosquito, também pode levar à insuficiência cardíaca em cães. Mas isso pode ser evitado com tratamentos mastigáveis, tópicos ou injetados. Independentemente da causa, doenças cardíacas de todos os tipos podem se desenvolver sem aviso prévio, segundo Coleman.

“Os animais são muito bons em esconder doenças cardíacas porque não podem nos dizer como estão se sentindo. A coisa mais importante que você pode fazer pelo seu cão é consultar um veterinário regularmente”, sugeriu ela.



  • Back to top