O que o meu gato pensa quando me vê? A ciência ainda engatinha, mas traz pistas - Pet é pop

O que o meu gato pensa quando me vê? A ciência ainda engatinha, mas traz pistas

O que o meu gato pensa quando me vê? A ciência ainda engatinha, mas traz pistas
O que o meu gato pensa quando me vê? A ciência ainda engatinha, mas traz pistas
O que o meu gato pensa quando me vê? A ciência ainda engatinha, mas traz pistas (Foto: Oleg Ivanov/Unsplash)

Já se perguntou o que seu gato pensa quando te vê? Apesar da cognição dos gatos não ser um tópico amplamente estudado em comparação com os cães, veja o que os especialistas têm a dizer!

Veja também:

+ Gatos fazem papel de Godzilla na ferrovia em miniatura de restaurante japonês
+ Seu cão não desgruda de você nem na hora de ir ao banheiro? Saiba o que fazer
+ Dono salva cadelinha quando ela já estava na boca de uma cobra píton

Segundo os especialistas, se você quer entender os pensamentos do seu gato, analise seu próprio comportamento. Os gatos passam períodos significativos de seu tempo próximos aos humanos, uma relação que molda seu pensamento e o comportamento subsequente.

“O que a pesquisa descobriu é que os gatos respondem de maneira diferente às pessoas, dependendo do humor dessas pessoas”, disse Emma Grigg, especialista em comportamento animal certificada e professora da Universidade da Califórnia, Davis, à Inverse.

“Quanto ao que seu gato pensa quando olha para você, eu diria que depende de sua história compartilhada com esse gato”, acrescentou ela.

Liz Stelow, veterinária comportamentalista da Universidade da Califórnia, Davis, concorda que os pensamentos dos gatos são moldados significativamente pelo comportamento humano. Por exemplo, os gatos mostram sensibilidade em relação aos humanos que estão clinicamente deprimidos.

“Além disso, estudos indicaram que os gatos procuram nos humanos pistas sobre se uma situação é preocupante ou não e podem seguir a linguagem corporal humana em busca de pistas na resolução de problemas”, disse Liz.

No momento, a cognição do gato é um campo emergente da ciência, portanto, para realmente entender o pensamento do seu gato, precisaremos esperar que mais pesquisas sobre o assunto sejam feitas.

“Uma coisa que eu diria logo de cara é que ainda estamos aprendendo muito sobre a cognição, o comportamento e as interações dos gatos domésticos”, acrescentou Emma, acrescentando que “ainda há muitas perguntas não respondidas sobre o comportamento dos gatos e, particularmente, o comportamento interno. experiências dos gatos.”



  • Back to top