Novo estudo mostra as raças de cães mais obedientes e as mais arruaceiras - Pet é pop

Novo estudo mostra as raças de cães mais obedientes e as mais arruaceiras

Novo estudo mostra as raças de cães mais obedientes e as mais arruaceiras
Novo estudo mostra as raças de cães mais obedientes e as mais arruaceiras
Novo estudo mostra as raças de cães mais obedientes e as mais arruaceiras (Foto: Yuliya Strizhkina (Cartier)/Unsplash)

Um novo estudo da Protect My Paws revelou que o DNA de um cachorro interfere em seu comportamento e quais raças são mais travessas do que as outras.

Veja também:

+ Dieta vegana é tão saudável quanto carne para cães e gatos, defende novo estudo
+ 5 razões pelas quais seu gato segue você por toda a parte, até no banheiro
+ Vídeo noturno flagra gato corajoso botando raposa para correr

De acordo com o estudo, a raça mais bem comportada do Instagram é o cão Jindo Coreano, com 75,86% de tags de comportamento positivo. Já a mais travessa, o Spitz Japonês leva o prêmio, com 86,67% das postagens relatando mau comportamento de cães da raça.

A África do Sul é o lar dos cães mais travessos: 87,85% das postagens sobre comportamento canino no Instagram são negativas. Enquanto isso, a Ucrânia é a terra dos bons meninos, com 96,72% de relatórios de bom comportamento.

Spitz Japonês, um cão travesso

O inimigo público número um quando se trata de mau comportamento é o Spitz Japonês. Na verdade, a lacuna entre a classificação de travessura do Spitz (86,67%) e o número dois, o Shichon (78,38%), é maior do que a diferença entre o resto dos dez primeiros.

Ele foi colocado nessa categoria pela falta de respeito pelo espaço pessoal de seus donos e por possuírem um senso de humor malicioso, além de que você pode esperar ser escalado, interrompido, rosnado e maliciosamente acariciado.

Jindo Coreano, o tesouro nacional

Nativo da ilha sul-coreana de Jindo, este caçador amoroso, mas independente, foi declarado “Patrimônio Cultural nº 53 da República da Coreia” em 1962. Além disso, o Jindo é um cão muito bom.

Ao longo dos séculos, o ambiente hostil da ilha de Jindo levou o cão a se tornar “enérgico, vigilante, alerta, destemido, leal e obediente”. Eles podem ser menos afetuosos com estranhos, mas a forte companhia do Jindo garante a eles um relato de comportamento positivo em mais de três quartos das postagens do Instagram baseadas neles.

Cães sul-africanos “na maior parte travessos”

A África do Sul é o lar dos cães mais travessos do mundo. Os cães do Instagram têm 87,85% de classificação de travessura na África do Sul. A Eslováquia (85,42%) é o segundo país mais travesso para cães, seguida por Cingapura (85,11%), Austrália (80,55%) e Reino Unido (80,54%). Enquanto isso, há um “melhor bloco masculino” distinto da Ucrânia (3,28%), Rússia (5,92%) e Bielo-Rússia (8,70%).

  • Back to top