Mulher é multada em mais de R$ 15 mil por cães que não param de latir - Pet é pop

Mulher é multada em mais de R$ 15 mil por cães que não param de latir

Mulher é multada em mais de R$ 15 mil por cães que não param de latir
Mulher é multada em mais de R$ 15 mil por cães que não param de latir
Mulher é multada em mais de R$ 15 mil por cães que não param de latir (Foto: Abigail Findlay-Stankovich)

Uma mulher que mantinha 16 cães em sua casa em Runcorn, Inglaterra, foi multada em mais de £ 2 mil (cerca de R$ 15 mil) porque eles não paravam de latir.

Veja também:

Abigail Findlay-Stankovich, de 67 anos, se confessou culpada na segunda-feira de violar um aviso de redução de ruído imposto pelo Halton Council após reclamações de seus vizinhos.

Sua aparição no Tribunal de Magistrados de Warrington ocorreu após uma longa investigação, depois que os vizinhos reclamaram dos latidos pela primeira vez em junho de 2018.

Após a reclamação, o conselho instalou microfones na propriedade vizinha para gravar o latido, que foi determinado como sendo tão alto que era um incômodo estatutário.

O conselho, então, enviou um aviso de redução de ruído, exigindo que Abigail parasse seus cães de latir tanto, mas recebeu mais reclamações e reinstalou os microfones em março de 2019. Estes mais uma vez registraram latidos durante vários dias e o conselho entrou com uma ação legal.

O conselheiro Stef Nelson, membro do conselho executivo do Halton Council para saúde ambiental, disse: “O conselho leva a sério todas as alegações relacionadas ao ruído e sempre trabalharemos com os residentes para tentar resolver qualquer problema de ruído informalmente.”

“No entanto, esperamos que este caso transmita uma mensagem clara de que o conselho sempre se esforçará para proteger os interesses das pessoas afetadas pelo incômodo do ruído e não hesitará em tomar medidas coercitivas robustas contra os piores infratores”, acrescentou ele.

Os magistrados multaram Abigail em £ 480 (aproximadamente R$ 3,7 mil) por violar o aviso de redução de ruído e ordenaram que ela pagasse mais £ 1500 (cerca de R$ 11,7 mil) para os custos do conselho e uma sobretaxa de £ 48 (R$ 376) para serviços às vítimas.

  • Back to top