Mulher deixa gatos e coelho sem comida e água e sai para uma semana de férias - Pet é pop

Mulher deixa gatos e coelho sem comida e água e sai para uma semana de férias

Mulher deixa gatos e coelho sem comida e água e sai para uma semana de férias
Mulher deixa gatos e coelho sem comida e água e sai para uma semana de férias
Mulher deixa gatos e coelho sem comida e água e sai para uma semana de férias (Foto: Gavin Allanwood/Unsplash)

Uma mulher saiu para uma semana de férias e deixou dois gatos e um coelho sem comida e água. Susan Aston tinha sido proibida de manter animais de estimação por toda a vida depois que deixou seus dois coelhos morrerem sob seus cuidados, mas violou a ordem para comprar seus últimos animais.

Veja também:

+ Vídeo hilário: gato finge que come salada só para estreitar laços com coelho
+ Quer um cão de guarda? Esqueça essas 10 raças
+ Vídeo fofo: cão husky é a babá perfeita para seus gêmeos humanos

Embora a mulher de 43 anos de Northfield, na Inglaterra, tenha alegado ter sido “explorada” por pessoas em sua área e pressionada a mantê-las, felizmente, a RSPCA (Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) foi alertada e forçada a entrar em sua casa após quatro dias para descobrir que os animais ainda estavam vivos.

“Havia um colchão e um cobertor no chão, ambos manchados e sujos com o que parecia ser, e cheirava a urina e fezes. Havia também uma bandeja de areia para gatos, que estava transbordando. No quarto contíguo à sala de estar com a porta fechada havia um coelho de orelhas caídas dentro de uma gaiola de arame”, disse Steve Morrall, um inspetor da instituição de caridade.

“A garrafa de água na gaiola estava completamente seca. Dentro da gaiola havia uma tigela de comida de grés marrom que estava vazia, exceto por alguns excrementos de coelho”, relatou ele.

“Não havia nenhum sinal de cama ou comida de qualquer descrição na gaiola, nem mesmo restos. O chão da gaiola era serragem molhada. Estava compactado e muito sujo com fezes de coelho e urina”, acrescentou o inspetor.

Susan compareceu ao Tribunal de Magistrados de Birmingham no dia 16 de fevereiro deste ano, se declarando culpada de não garantir o bem-estar dos animais e violar uma ordem prévia. O promotor Rafe Turner confirmou que ela havia recebido sua última proibição em 5 de novembro de 2020, mas em maio do ano passado comprou os gatos e o coelho.

Ele afirmou que Susan estava em contato com outra mulher para cuidar dos animais enquanto ela estava fora, mas no final das contas não podia pagar. “A ré sabia muito bem que os animais precisavam ser cuidados, mas ainda assim foi embora”, disse o promotor.

Susan foi condenada a uma ordem comunitária de 18 meses, incluindo 40 dias de atividade de reabilitação e 100 horas de trabalho não remunerado. Ela foi atingida com outra proibição vitalícia de manter animais que ela não poderá apelar por 15 anos. A RSPCA confirmou que os gatos e o coelho estão bem e já foram realocados pela instituição de caridade.



  • Back to top