Mãe decapita cão e filho de 6 anos: ‘O diabo estava falando comigo’

Mãe decapita cão da família e filho de 6 anos: ‘O diabo estava falando comigo’

Mãe decapita cão da família e filho de 6 anos: ‘O diabo estava falando comigo’
Mãe decapita cão da família e filho de 6 anos: ‘O diabo estava falando comigo’
Mãe decapita cão da família e filho de 6 anos: ‘O diabo estava falando comigo’ (Foto: François Verbeeck/Unsplash)

Uma mãe matou seu filho de seis anos de idade e o cachorro da família na noite de terça-feira (15) em Kansas City, no estado do Missouri (EUA).

Veja também:

+ Abandono de pet é crime e pode render um ano de cadeia
+ Homem constrói uma casa dos sonhos para seus mais de 20 gatos adotados
+ Labrador engole brinquedo de corda e precisa ter parte do intestino retirada

De acordo com o veículo de notícias local KCTV, a polícia recebeu uma ligação na noite de terça-feira de uma mulher dizendo que estava preocupada que alguém estivesse tentando machucá-la.

A mulher disse à polícia que acreditava que o diabo estava tentando atacá-la. Ela negou ter qualquer doença mental e desligou o telefone, disseram as autoridades.

A polícia então foi à casa para uma verificação de bem-estar e encontrou sangue na porta da frente. Os policiais ouviram uma mulher cantando dentro da residência. Enquanto batiam na porta, a mulher cantava ainda mais alto.

Foi quando um policial olhou para dentro da casa e viu a cabeça decepada de uma criança. Os oficiais invadiram a casa pela porta dos fundos e encontraram a mulher, de 35 anos, com sangue nas pernas e nos pés.

Os policiais localizaram o corpo da criança e de um cachorro decapitado no porão. De acordo com o Gabinete do Procurador do Condado de Jackson, a mulher disse aos detetives que a vítima era seu filho biológico e admitiu tê-lo matado.

+ Primeira gravação de cérebro humano revela o que acontece após a morte
+ Solange Couto anuncia morte da mãe: “Estava sofrendo”
+ Mulher mata a própria filha por ordem do personagem Bob Esponja

A mulher, identificada como Tasha Haefs, foi acusada de assassinato em primeiro grau e ação criminosa armada. Os promotores pediram que ela fosse mantida presa sem fiança.



  • Back to top