Laboratórios amadores criam cães ‘Frankensteins’ que valem até R$ 245 mil - Pet é pop

Laboratórios amadores criam cães ‘Frankensteins’ que valem até R$ 245 mil

Laboratórios amadores criam cães ‘Frankensteins’ que valem até R$ 245 mil
Laboratórios amadores criam cães ‘Frankensteins’ que valem até R$ 245 mil
Laboratórios amadores criam cães ‘Frankensteins’ que valem até R$ 245 mil (Foto: Natasha Reddy/Unsplash)

Criadores de cães estão criando filhotes de Frankenstein em laboratórios amadores para vender por até £ 40.000 (cerca de R$ 245 mil) cada, segundo uma investigação do Sunday Mail.

Veja também:

+ Dono luta contra puma para salvar a vida do seu cão
+ 5 dicas de especialista para que seu cão pare de latir durante os passeios
+ Chihuahua de 21 anos é o cão vivo mais velho do mundo, segundo o Guinness

As novas raças estão sendo desenvolvidas em clínicas de fertilidade não regulamentadas em toda a Escócia. Outros que estão sendo criados são descritos como “buldogues franceses sem pelos”.

Especialistas alertaram que comerciantes sem escrúpulos estão aproveitando a relutância dos veterinários registrados em fazer o trabalho de fertilidade e temem que as novas raças sofram problemas de saúde ao longo de suas vidas muitas vezes curtas.

Também há preocupações de que algumas clínicas estejam infringindo a lei ao realizar exames de sangue, distribuir medicamentos on-line destinados a humanos e realizar inseminação artificial.

O veterinário Pete Wedderburn, que dirige um consultório na Irlanda, disse que os animais sofriam em clínicas não regulamentadas. “A ascensão dessas clínicas é um escândalo. Está sendo conduzido por veterinários adequados, relutantes em fazer o trabalho”, relatou ele.

“As razões são éticas, um veterinário licenciado nunca se envolveria na criação de cães que sofreriam em suas vidas. Isso levou a um vácuo em que essas clínicas não regulamentadas surgiram”, acrescentou o especialista.

Evidências obtidas pelo Sunday Mail mostram que os cães estão sendo negociados por quantias exorbitantes, alimentadas por uma sede insaciável por filhotes de pedigree. E dois criadores que administram clínicas de fertilidade estão atualmente enfrentando ações judiciais relacionadas a alegações de procedimentos veterinários não regulamentados.

Um dos traficantes, que atua no leste da Escócia, se gabou de criar filhotes bizarros, incluindo buldogues sem pelo. Evidências fornecidas ao Sunday Mail mostram que ele está vendendo os filhotes raros por cerca de 40 mil libras cada.

Uma investigação da SPCA escocesa levou à apreensão de equipamentos veterinários na clínica de fertilidade no ano passado. Apesar de enfrentar uma ação judicial, o criador continuou a produzir cães com pedigree.



  • Back to top