Jovem ucraniana é morta ao levar ração para abrigo; família suspeita de tropas russas - Pet é pop

Jovem ucraniana é morta ao levar ração para abrigo; família suspeita de tropas russas

Jovem ucraniana é morta ao levar ração para abrigo; família suspeita de tropas russas
Jovem ucraniana é morta ao levar ração para abrigo; família suspeita de tropas russas
Jovem ucraniana é morta ao levar ração para abrigo; família suspeita de tropas russas (Foto: Reprodução/Twitter)

Uma jovem ucraniana foi baleada e morta enquanto voltava de um abrigo para cães nos arredores de Kiev. Anastasiia Yalanskaya foi uma das três voluntárias que entregaram comida em Bucha, a cerca de 29 quilômetros da capital ucraniana.

Veja também:

+ Casal se recusa a sair da Ucrânia para cuidar de seus 20 gatos, e a internet aplaude
+ Vídeo fofo: Reação de gato ao ser abraçado por dois filhotes de cães vai aquecer seu coração
+ Março amarelo: preste muita atenção aos sintomas de doenças renais no seu gato

De acordo com uma reportagem, todos os três voluntários foram mortos. Amigos e familiares de Yalanskaya acreditam que seu carro foi deliberadamente atingido pelas tropas russas.

“Pedi a ela que fosse mais cautelosa. Que hoje em dia, um erro custa muito caro”, disse o marido da jovem, Yevhen Yalanskyi. “Mas ela estava ajudando todos ao redor. Pedi a ela que pensasse na evacuação, mas ela não ouviu.”

O abrigo para o qual Yalanskaya estava entregando ficou três dias sem comida quando ela fez a viagem. Sua última postagem no Instagram, postada poucas horas antes de sua morte, mostra-a sentada na traseira de um veículo, sorrindo para a câmera, ao lado de sacos de comida de cachorro.

Seu carro foi encontrado não muito longe da casa de um dos homens com quem ela trabalhava como voluntária. Eles entregaram a comida de cachorro e quase chegaram em casa quando foram mortos.

O corpo de Yalanskaya permanece em um necrotério em Bucha, porque a guerra é tão intensa que ninguém consegue chegar até a cidade, disse um amigo ao Global News.

“Ela era um dos melhores seres humanos que eu conhecia. Ela estava empenhada em ajudar, ajudar seus amigos e parentes e quem precisasse de ajuda”, disse o marido. “Ela adorava animais. Tínhamos um cachorro e um gato. Ela foi a melhor parceira que eu já tive.”

(Foto: Reprodução/Facebook)


  • Back to top