Jacaré gigante aparece de repente e mata cão labrador; dono não conseguiu salvar o bichinho - Pet é pop

Jacaré gigante aparece de repente e mata cão labrador; dono não conseguiu salvar o bichinho

Jacaré gigante aparece de repente e mata cão labrador; dono não conseguiu salvar o bichinho
Jacaré gigante aparece de repente e mata cão labrador; dono não conseguiu salvar o bichinho
Jacaré gigante aparece de repente e mata cão labrador; dono não conseguiu salvar o bichinho (Foto: Rae Wallis/Unsplash)

Uma caminhada em um parque da Flórida terminou em tragédia quando um homem e seu cachorro foram atacados por um jacaré de quase 3 metros de comprimento, disseram autoridades da vida selvagem.

Veja também:

+ Cachorrinha pula em lago para brincar com capivara e é comida por jacaré
+ Vídeo hilário: gato transforma cadeira giratória em equipamento de malhação
+ Vídeo hilário: cadela que adora ar livre se esconde para não ter de entrar em casa

No dia 9 de junho, Joshua Wells saiu para uma caminhada habitual com seu labrador de 18 kg, chamado Toby, quando um jacaré com quase 3 metros de comprimento “apareceu do nada”.

A dupla estava em um parque popular em Tallahassee, na capital do estado, fazendo suas atividades ao ar livre quando o grande réptil saltou de um canal próximo, agarrou o cachorro pela cabeça e o arrastou para a água.

“A água meio que explodiu”, disse Joshua ao relatar o incidente para a Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida. “Ele não latiu. Ele não viu chegando. Aquilo o derrubou como se não fosse nada.”

No entanto, em um último esforço para resgatar o filhote, ele tentou agarrar o jacaré para libertar seu cachorro, mas quase instantaneamente reconsiderou sua decisão, vendo como ele não era páreo para o tamanho do jacaré.

“Ele disse que logo percebeu que não era uma boa ideia e soltou o jacaré”, disse o relatório da agência. O jacaré foi posteriormente capturado por caçadores e sacrificado, de acordo com a Comissão.

Mais tarde, os restos mortais de Toby foram encontrados e devolvidos ao seu dono. O cão não estava preso na coleira quando o ataque aconteceu, uma prática fortemente recomendada pelas autoridades locais.



  • Back to top