Israel vai usar teste de DNA para multar dono que não limpa cocô de cachorro - Pet é pop

Israel vai usar teste de DNA para multar dono que não limpa cocô de cachorro

Israel vai usar teste de DNA para multar dono que não limpa cocô de cachorro
Israel vai usar teste de DNA para multar dono que não limpa cocô de cachorro
Israel vai usar teste de DNA para multar dono que não limpa cocô de cachorro (Foto: Tatiana Rodriguez/Unsplash)

Tel Aviv, em Israel, encontrou uma maneira inovadora de lidar com os donos de cães que não limpam o cocô do cachorro nas ruas da cidade.

Veja também:

+ Cães já nascem em sintonia com as emoções e movimentos humanos, indica estudo
+ Saiba que cuidados tomar caso o seu pet tenha alergia alimentar
+ Conheça os cães treinados para encontrar cadáveres debaixo d’água

Por meio de um teste de DNA, o município descobre quem é o dono e envia uma multa ao cidadão pelo correio. A medida foi aprovada na última segunda-feira pelo conselho municipal, criando um banco do dados de DNA e declarando que os donos de cães serão obrigados a enviar os dados genéticos de seus animais de estimação às autoridades ao receber ou renovar uma licença.

A validade das licenças atuais de cães expirará em seis meses após a nova regra entrar em vigor e novas licenças não serão aprovadas a menos que os donos forneçam as amostras de DNA, disseram os relatórios.

É importante salientar, no entanto, que os regulamentos não se aplicam a cães-guia ou a cães mantidos por organizações de proteção animal. “A emenda à lei foi aprovada como parte da luta persistente do município contra o fenômeno das fezes de cachorro não serem coletadas por seus donos em toda a cidade”, disse o município.

De acordo com o conselho municipal, eles já haviam tentado aumentar as multas aos donos de cães que não fizeram a limpeza, mas as violações continuaram prevalecendo.

“A existência de um banco de dados de DNA de cães na cidade possibilitará a coleta de amostras de fezes na rua, fazendo valer a lei contra o dono do cão mesmo depois de cometido o crime, de forma a enfrentar o principal desafio na aplicação e erradicação do fenômeno”, justificou o município.

Em abril, a cidade lançou uma campanha que convocou os donos de cães a fazerem a limpeza, após constatar que houve um aumento significativo das reclamações ao município sobre esses incidentes no ano passado.

Houve 6.766 ligações e consultas feitas para a linha direta da prefeitura sobre cocô de cachorro deixado em espaços públicos em 2020, de acordo com o site de notícias Ynet. “A limpeza do espaço público é parte integrante da aparência da cidade”, concluiu o município.

  • Back to top