Ingratidão: pessoas adotaram galinhas na pandemia e agora estão se livrando delas - Pet é pop

Ingratidão: pessoas adotaram galinhas na pandemia e agora estão se livrando delas

Ingratidão: pessoas adotaram galinhas na pandemia e agora estão se livrando delas
Ingratidão: pessoas adotaram galinhas na pandemia e agora estão se livrando delas
Ingratidão: pessoas adotaram galinhas na pandemia e agora estão se livrando delas (Foto: William Moreland/Unsplash)

No início da pandemia, algumas pessoas decidiram que adotariam galinhas para obter suprimento constantes de ovos frescos e evitar idas ao supermercado. Mas, agora que as coisas estão normalizando, as pessoas estão querendo se livrar delas.

Veja também:

+ Casal celebra união em festa com cães, vacas, porcos, galinhas e peru
+ Conheça a mais nova terapia animal: ioga com galinhas
+ Vídeo emocionante: Galinha adota ninhada de gatinhos órfãos

De acordo com o Block Club Chicago, um dos grupos de resgate de galos e galinhas do estado americano, Chicago Roo Crew, está lutando para pagar pelos cuidados veterinários das aves que já possuem.

Agora com a vacinação nos EUA em ritmo acelerado e a volta ao trabalho presencial, eles foram inundados com tantos pedidos para aceitar galinhas abandonadas ou indesejadas que tiveram que começar a recusá-los e encaminhá-los para outras organizações.

“No momento, estamos fechados para admissão”, disse Julia Magnus, uma advogada dos direitos dos animais e voluntária do Chicago Roo Crew, ao Book Club Chicago. “Porque temos muitos pássaros e nossas contas de veterinário são enormes.”

E isso não está acontecendo apenas em Chicago: a Tamerlaine Sanctuary & Preserve em Montague, de New Jersey, disse ao West Milford Messenger que eles tiveram que parar de receber novas aves depois de aceitar 20 galinhas nos últimos meses. O santuário abriga cerca de 150 pássaros e pode gastar até US$ 20.000 (mais de R$ 100 mil) por ano em cuidados veterinários para as galinhas.

Gabrielle Stubbert, cofundadora e diretora executiva do santuário, disse que quando as pessoas ligam para discutir a entrega de suas galinhas, ela geralmente tenta convencê-las a ficar com os pássaros, mas seus esforços quase sempre não parecem importar. “Se há algum tipo de problema, ou eles estão tendo qualquer tipo de dificuldade, eles ficam tipo, ‘É demais, eu não os quero mais'”, disse ela.

Claro, pode haver outros motivos pelos quais as pessoas tiveram que entregar seus pássaros de quintal além de “eu simplesmente não os quero mais”. Como a NPR observou anteriormente, alguns fazendeiros poderiam ter aprendido sobre as regulamentações locais que afetam seu rebanho ou proibir especificamente os galos de viverem dentro dos limites da cidade, depois que trouxeram os animais para casa, ou as galinhas que compraram para botar ovos pararam de fazer isso.

  • Back to top