Homens que tiveram gato na infância têm risco maior de psicose, indica estudo - Pet é pop

Homens que tiveram gato na infância têm risco maior de psicose, indica estudo

Homens que tiveram gato na infância têm risco maior de psicose, indica estudo
Homens que tiveram gato na infância têm risco maior de psicose, indica estudo
Homens que tiveram gato na infância têm risco maior de psicose, indica estudo (Foto: Raychan/Unsplash)

De acordo com um novo estudo, crescer na mesma casa que um gato de estimação pode aumentar o risco de sofrer um episódio psicótico mais tarde na vida, mas isso parece acontecer apenas com os homens.

Veja também:

+ Novo estudo mostra que uma dieta vegana pode ser saudável para o seu cão
+ Artista usa Photoshop para transformar gatos em gigantes ameaçadores
+ Centenas de gatos tomam banho de sol em santuário e encantam fãs de felinos

Segundo a pesquisa, publicada este mês na revista Journal of Psychiatric Research, essa maior probabilidade de doença mental pode ser causada por um parasita comum chamado Toxoplasma gondii, que pode ser transmitido a humanos que entram em contato com cocô de gato.

Para investigar, os autores do novo estudo entrevistaram 2.206 adultos do centro de Montreal, no Canadá, sobre a posse de gatos na infância, bem como sua história de episódios psicóticos. Os participantes também foram questionados sobre outros fatores de risco para psicose, como traumatismo craniano, tabagismo e o número de vezes que mudaram de casa quando criança.

“A posse de gatos na infância foi associada a uma maior expressão de psicose na idade adulta, mas apenas na presença de certos fatores”, escrevem os autores.

Eles ainda observaram um risco aumentado de psicose em homens que possuíam gatos que viviam ao ar livre quando crianças, mas não encontraram essa ligação para mulheres ou adultos que possuíam gatos domésticos na juventude.



  • Back to top