Homem recolhe 300 cães para protegê-los contra furação - Pet é pop

Homem recolhe 300 cães para protegê-los contra furação



Homem recolhe 300 cães para protegê-los contra furação
Imagem de Daniela Rojas

O mexicano Ricardo Pimentel abriu sua casa para proteger 300 cães do furacão Delta, que estava se aproximando. Ele já abrigava gatos, coelhos, galinhas, ovelhas e até ouriços.

Veja também:

Cadela embarca em jornada solitária de 80 km até a antiga casa do dono
Segurança protege cão de chuva e vira ‘herói’ na internet
Voluntários resgatam centenas de pets desabrigados em Beirute

Tudo começou no dia 6 de outubro, com um post nas mídias sociais. Ricardo contou aos amigos que havia protegido as janelas contra o furacão do abrigo Tierra de Animales que ele fundou há uma década. Ele avisou sobre a força devastadora do furacão que estava à caminho e pediu doações.

Ele contou que não podia ter a chance de não conseguir alimentar todos os cães até o fim da tempestade. Então, para protegê-los, levou-os para casa. Demorou horas para levar todos para dentro.

Os 300 cães e outros bichos abrigados na casa dele fizeram o ambiente cheirar muito mal, segundo ele. Mas, tudo valeu a pena: todos sobreviveram à tempestade.

Ele disse ao The Guardian que não importa se a casa ficou suja, ela pode ser limpada. “As coisas que eles quebradas podem ser consertadas ou compradas, mas o que é lindo de ver é eles felizes, saudáveis e seguros, sem ferimentos e com a possibilidade de serem adotados”, afirmou.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top