Homem que aparece em vídeo chutando um gato no mar pode pegar 10 anos de prisão - Pet é pop

Homem que aparece em vídeo chutando um gato no mar pode pegar 10 anos de prisão

Homem que aparece em vídeo chutando um gato no mar pode pegar 10 anos de prisão
Homem que aparece em vídeo chutando um gato no mar pode pegar 10 anos de prisão
Homem que aparece em vídeo chutando um gato no mar pode pegar 10 anos de prisão (Foto: Reprodução/Instagram)

O homem que chutou um gato no mar pode pegar até 10 anos de prisão. O agressor, cujo ato de crueldade foi filmado e publicado nas redes sociais, foi preso pela polícia da Grécia, de acordo com o Greek Reporter.

Veja também:

+ Homem de 68 anos é pego em vídeo estuprando uma cadela e acaba na prisão
+ Guinness: conheça Zeus, o cão mais alto do mundo
+ Vídeo hilário: gato exigente quer que seu leite seja o mais fresco possível

No vídeo, o homem aparece jantando em um restaurante ao ar livre na ilha Eubeia, na Grécia. O local permite que os gatos se movam livremente para receber guloseimas e carinhos, mas o homem usou um pedaço de peixe como isca para atrair os felinos para a borda, eventualmente chutando um deles no mar.

Rapidamente, um membro do grupo local de bem-estar animal correu para o local para investigar o assunto. Segundo relatos, o dono do restaurante garantiu que os gatos foram cuidados por ele e que estão bem.

Foi o vídeo viral que ajudou a polícia a identificar e prender o agressor. Se acusado, ele pode enfrentar até 10 anos de prisão. Os relatórios também sugerem que pode haver uma multa de cerca de R$ 260 mil.

“A polícia grega prendeu uma pessoa que chutou e jogou um gatinho no mar. A violência contra os animais é inaceitável”, escreveu o ministro da Proteção aos Cidadãos da Grécia, Takis Theodorikakos, em suas redes sociais.

“O governo aprovou uma lei rigorosa para proteger os animais do abuso que agora está em vigor, mas em qualquer caso é uma questão de humanidade e cultura. Estou profundamente entristecido por aqueles que maltratam os animais e aqueles que o toleram. Felicito sinceramente aqueles que levantaram a questão. A razão agora pertence à justiça grega”, acrescentou ele.



  • Back to top