Homem convive com 70 gatos, e vizinhança fica apavorada com isso; entenda - Pet é pop

Homem convive com 70 gatos, e vizinhança fica apavorada com isso; entenda

Homem convive com 70 gatos, e vizinhança fica apavorada com isso; entenda
Homem convive com 70 gatos, e vizinhança fica apavorada com isso; entenda
Homem convive com 70 gatos, e vizinhança fica apavorada com isso; entenda (Foto: Reprodução)

Um homem, que se apelidou de “Catmando”, mora em uma pequena casa com 70 gatos e se tornou motivo de polêmica entre vizinhos e serviços de resgate de animais.

Veja também:

+ Cão usa caixa de correio para cumprimentar a vizinhança
+ De cortar o coração: as palavras finais de veterinários que tiveram de abater 5 cães saudáveis
+ Vídeo: gato obeso aprende a abrir portas para fugir da dieta; dona coloca cadeado na geladeira

Ian, de 56 anos, que usa o sobrenome “Catmando” e mora com seus felinos em Gainsborough, no Reino Unido, afirma que treina felinos para ajudar pessoas com epilepsia.

No entanto, existe uma preocupação com o bem-estar dos felinos e que eles não podem andar livres porque o quintal é coberto com arame farpado e barras de metal, relatou o site de notícias LincolnshireLive.

Imagens de dentro de sua casa mostram dezenas de gatos em cima de superfícies desordenadas. Outra foto mostra tela de arame e uma cerca com barras de metal cobrindo o topo do quintal. Mas Catmando diz que cerca de 20 gatos já foram levados para tratamento contra pulgas e gripes, deixando-o com 70 outros que ele diz estar “felizes”.

This meant to be the back garden - with a metal fence and chicken wire on top
(Foto: Reprodução)

Ele é visto regularmente passeando com vários de seus gatos ao mesmo tempo e afirma ser um treinador profissional de gatos e um showman. “Eu treino gatos como uma alternativa de tratamento para a epilepsia. Os gatos reconhecem quando alguém tem um ataque epiléptico, às vezes três horas antes de acontecer. Eles amassam uma pessoa e a trazem para fora dela.”

Catmando, que disse ser deficiente visual, tinha epilepsia e a doença de pele psoríase. “Ter tantos gatos ajuda-me. Não bebo, não fumo, não persigo mulheres. Sento-me com os gatos e isso leva tudo embora. Além disso, uma sala cheia de gatos me mantém aquecido.”

O amante dos gatos respondeu às pessoas que protestavam na rua e disse que o estresse de tudo isso fez com que um dos gatos fugisse. “As pessoas dizem que estou tirando seus gatos das ruas de Gainsborough. Se isso fosse verdade, por que a polícia não está fazendo nada a respeito? Eu sou a única pessoa no Reino Unido que pode passear com 15 ao mesmo tempo – eles me seguem.”

“O que há de tão errado com os caminhantes de gatos? Tudo é legal e honesto. Sou uma boa pessoa. Estou tomando uma posição porque não fiz nada de errado. As pessoas não podem sair por aí fazendo alegações sobre mim – as alegações são pura fantasia.”

Catmando recebe grandes entregas de comida de gato e disse que também coleta seis galinhas, seis pedaços de pernil e 5 libras de linguiça e bacon de um açougueiro para alimentar os gatos.

Seus vizinhos tinham sentimentos confusos sobre Catmando e sua casa de gatos. “Ele não incomoda ninguém. Alimenta-os e gasta muito com comida de gato e leva-os a passear na guia junto ao [Rio] Trento”, disse um dos vizinhos

“Eles acham que ele é louco, mas eu acho que qualquer um que consegue andar com vários gatos na coleira como ele faz é brilhante. Ele nunca causou nenhum problema.”

Mas, o mecânico aposentado Keith Saadik, de 62 anos, discorda. “Algo precisa ser feito. Acho que ele é obcecado por gatos. A RSPCA foi algumas vezes e acredito que eles realmente deveriam ter feito algo no passado.”

Um porta-voz do conselho disse: “Estamos cientes das preocupações e atualmente estamos em contato com a polícia. Nesta fase, não podemos comentar mais nada enquanto uma investigação estiver em andamento.”

  • Back to top