Homem cancela o casamento ao descobrir que a noiva quase matou seu cão - Pet é pop

Homem cancela o casamento ao descobrir que a noiva quase matou seu cão

Homem cancela o casamento ao descobrir que a noiva quase matou seu cão
Homem cancela o casamento ao descobrir que a noiva quase matou seu cão
Homem cancela o casamento ao descobrir que a noiva quase matou seu cão (Foto: Freepik)

Um homem revelou o momento exato em que soube que não queria se casar com sua noiva, depois que ele descobriu que ela quase matou seu amado cachorro de estimação.

Veja também:

+ Vídeo: marido e mulher dançam com seu cão durante cerimônia de casamento
+ 5 coisas que os cães detestam, de acordo com a ciência
+ Vídeo hilário: cão da polícia invade campo de futebol, ‘rouba’ a bola e é ovacionado

O casal estava junto há quatro anos quando ele descobriu que ela havia se comportado de forma irresponsável com o cachorro. “Minha noiva e eu estamos juntos há quatro anos, noivos há seis meses. Eu também tenho uma mistura de Labrador de sete anos que é o melhor cachorro que existe”, começou o homem em uma postagem do Reddit.

“No sábado, a minha noiva fez uma despedida de solteira em casa. Fiquei com meus pais, mas deixei o cachorro com ela porque ela gosta de tê-lo lá. No entanto, fiz questão de dizer a ela para colocar o cachorro em nosso quarto assim que a festa começasse. Mas às 5 da manhã de domingo, recebo uma ligação de que algo está errado com o cachorro.”

Infelizmente, logo ficou claro que ela não havia seguido seu conselho sobre como cuidar adequadamente do cão durante a festa. “Ela estava bêbada. Eu disse a ela para pegar um táxi e ir para a clínica veterinária de emergência”, disse ele. “Quando cheguei lá, ela não parava de chorar e não conseguia nem falar.”

“Dois de seus amigos estavam lá, então eles me disseram que meu cachorro estava vivo, mas não estava bem. Eu senti pena dela por 10 minutos inteiros enquanto esperava pelo médico. Mas então o médico me disse que meu cachorro ingeriu grandes quantidades de álcool e maconha”, contou o homem na publicação.

“As garotas aparentemente acharam que seria legal deixar tudo em mesinhas de centro pequenas, deixar o cachorro vagando em vez de colocá-lo em nosso quarto, e então beber e não perceber que ele estava indo para a cidade com a bebida e comestíveis. ”

O homem ficou furioso com o comportamento irresponsável e tomou uma atitude drástica que não foi bem recebida pela família de sua ex-noiva. “Falei para ela avisar aos convidados que o casamento está cancelado. Ela ficou chocada, mas pegou as coisas dela e foi embora”, disse ele.

“Duas horas depois, sou bombardeado por mensagens no Messenger, WhatsApp, por suas irmãs, irmão, esposa do irmão, mãe dela, amigos dela, me dizendo que sou louco por fazer isso com ela depois de quatro anos. Eles começaram a defendê-la, mas rapidamente começaram a me insultar.”

Frustrado, ele procurou sua família e amigos em busca de consolo e apoio, mas ficou surpreso quando eles saíram em apoio a ela. “Minha mãe disse: ‘Bem, foi um erro, ela não fez isso de propósito, além disso – o cachorro não morreu!’. Sorte a minha, hein? Meu cachorro não morreu!”, ironizou o noivo de coração partido.

“Minha irmã ficou chocada que eu cancelei o casamento ‘por isso!’ e até meu padrinho disse que eu poderia ter exagerado. Nosso relacionamento teve altos e baixos, mas na maioria das vezes funcionou bem. Mas estou tão enojado com minha noiva que nem consigo imaginar olhar nos olhos dela, muito menos passar minha vida inteira com ela. Ela não tem 17 anos, ela tem 27!”, completou ele.

E apesar do incidente com o cachorro, ele percebeu que talvez estivesse tendo dúvidas mais profundas do que pensava. “Postar aqui meio que me levou a concluir que isso não é sobre o cachorro”, disse ele.

“Ela é negligente e irresponsável e eu não quero ficar por aqui e possivelmente ver nosso filho morrer em um acidente de carro algum dia porque ela estava mandando mensagens de texto ou esqueceu de colocar o cinto de segurança”, acrescentou.

“Prefiro ser um idiota agora do que passar anos da minha vida me preocupando toda vez que nosso filho fica sozinho com ela. Se ela acidentalmente matasse uma pessoa enquanto mandava mensagens de texto e dirigia, eu também a deixaria”, escreveu ele, acrescentando: “Acho que percebi que não quero passar minha vida com alguém que tem um desrespeito tão explícito pela vida humana (ou animal).”



  • Back to top