Há algum risco se você beijar seu cão? A ciência responde - Pet é pop

Há algum risco se você beijar seu cão? A ciência responde

Há algum risco se você beijar seu cão? A ciência responde
Há algum risco se você beijar seu cão? A ciência responde
Imagem de Claudia Peters por Pixabay

Há algum risco se você beijar seu cão? Em meio à pandemia de coronavírus, essa pergunta faz todo sentido. De acordo com o site DogTime, o júri sobre germes de lambidas de cachorro ainda não tem um veredito. No entanto, a boca de um cão é muito parecida com a dos humanos e repleta de bactérias.

Veja também:

A grande diferença é que você provavelmente não mordeu a carcaça de um animal depois de lamber suas partes íntimas. Mas, se você sabe que seu cão não comeu nada muito estranho e que os resíduos que ele tinha na boca vinham apenas da caixa de biscoitos, você pode beijar o seu animal sem medo. Há evidências de que isso pode até aumentar sua imunidade.

Sem esquecer que existem alguns cuidados para pessoas com o sistema imunológico comprometido. Vale também lembrar que nem todos os cães gostam de ser beijados. Alguns encaram esse gesto como uma invasão de seu espaço pessoal. É preciso ficar atento às regras sociais do seu animal de estimação.

Em compensação, alguns cachorros encaram a lambida como uma forma de comunicação. Para alguns, esse é até um ato de sobrevivência. Os pets que gostam de ser beijados aprenderam os efeitos positivos dos beijos ainda quando eram filhotes. Do lado dos humanos, beijar o animal de estimação gera “hormônios da felicidade”. No fim, beijar ou não o seu cão é uma escolha pessoal.

  • Back to top