Guitarrista do Queen lidera movimento de proteção a pets e animais silvestres - Pet é pop

Guitarrista do Queen lidera movimento de proteção a pets e animais silvestres



Além de ser astrofísico e guitarrista de uma das maiores bandas de rock da história, o inglês Brian May gasta boa parte do seu tempo protegendo pets e animais selvagens. Ele é fundador da Save Me Trust, organização que tem por objetivo “dar uma voz aos animais”.

Em seu site e no perfil que mantém no Twitter, a fundação ajuda donos a encontrar bichos perdidos, apresenta pets em busca de um novo lar e promove várias campanhas de conscientização a respeito de maus tratos. No caso dos pets, defende o fim dos criatórios que produzem filhotes em escala industrial.

May se dispõe a mexer em vespeiros complexos. A campanha mais forte e representativa tocada pela Save Me Trust exige a extinção da caça à raposa, uma instituição arraigada no país onde o guitarrista nasceu.

Dwayne Senior/brianmay.com

Para arrecadar fundos, a organização vende camisetas, palhetas, instrumentos autografados pelo fundador e bijuterias feitas com cordas de guitarra. Outra fonte de renda vem das pessoas que se tornam “amigos” da fundação.

Membros fazem colaborações mensais ou anuais que vão de 5 a 60 libras (de R$ 25,60 a R$ 307,20) e recebem uma camisa polo e um botom da organização. A entrega é gratuita no Reino Unido. Pessoas de outros países devem arcar com as despesas de envio. Para mais informações, visite a página de associação ao Save Me Trust.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top