Gatos ajudam a socializar crianças com autismo, indica estudo - Pet é pop

Gatos ajudam a socializar crianças com autismo, indica estudo

Gatos ajudam a socializar crianças com autismo, indica estudo



Gatos ajudam a socializar crianças com autismo, indica estudo
Gatos ajudam a socializar crianças com autismo, indica estudo (Foto: Sarah Richter/Pixabay)

Um novo estudo revelou que crianças com autismo mostraram empatia aumentada e menos comportamentos problemáticos depois de receberem um gato de estimação em suas casas.

Veja também:

A pesquisa, publicada no Journal of Pediatric Nursing, acompanhou 11 famílias com crianças autistas de 6 a 14 anos. Quatro das famílias adotaram um gato de um abrigo imediatamente e foram acompanhadas por 18 semanas.

As outras famílias também foram monitoradas durante o período inicial de 18 semanas, quando também adotaram gatos de abrigo, e então foram acompanhadas por mais 18 semanas.

Todas as famílias adotaram gatos que foram selecionados usando um perfil de temperamento felino para garantir que fossem animais calmos. As pesquisas foram realizadas a cada seis semanas para avaliar as habilidades sociais e ansiedade das crianças, bem como o quão bem os pais e seus filhos se relacionavam com seus novos animais de estimação.

Não apenas as crianças com autismo notaram melhorias em suas habilidades sociais, mas as crianças e seus pais criaram fortes laços com seus gatos e esses laços permaneceram com o tempo. Além das melhorias descritas acima, eles também apresentaram menos ansiedade de separação, externalização, bullying e hiperatividade ou desatenção.

“Pesquisas anteriores se concentraram nas interações de cães com crianças com TEA, mas os cães podem não fornecer o melhor ajuste para todas as crianças e suas famílias, especialmente devido à hipersensibilidade ao som que é comum entre crianças com TEA”, disse Gretchen Carlisle, cientista pesquisador do Centro de Pesquisa para Interação Humano Animal da Universidade de Missouri, que liderou o estudo.

“Esperamos que os resultados deste estudo ajudem a encorajar mais famílias a considerar a possibilidade de possuir um gato e ajudar mais gatos de abrigo a encontrar lares amorosos e merecedores”, acrescentou ela.

Os pesquisadores dizem que as descobertas justificam um estudo maior da influência dos gatos de estimação em crianças com autismo.

Veja também:

+ Previsões de Nostradamus para 2021: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’
+ Cientista desvenda mistério do monstro do Lago Ness. Descubra!
+ Gato e porquinho viram melhores amigos quando passaram a viver na mesma casa
+ CPTM atualiza mapa das linhas da CPTM e Metrô
+ Os 3 signos mais sensitivos do zodíaco
+ Bandeirantes contrata atriz de fimes adultos Maru Karv para o canal SexPrivé
+ De biquíni verde cavado Lívia Andrade arranca elogios da web ao tomar banho de sol
+ Irmã de Juliana Caetano exibe corpão e brinca com fãs: “O que te faz ver estrelas?”
+ Aos 68 anos, Bruna Lombardi posta foto de biquíni ‘contra sua vontade’
+ Marcella Rica e Vitória Strada vão se casar
+ Vídeos íntimos de Raissa Barbosa vazam em sites de conteúdo adulto
+ Ellen Rocche posta foto de ensaio nu na ‘Playboy’ e ganha elogios dos fãs
+ O bico do seu p… é rosa? Juliana Caetano, responde a fã de maneira ousada
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ 10 coisas que os pais fazem em público que envergonham os filhos
+ Veja o significado dos 10 sonhos mais comuns
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Líder de seita sexual apocalíptica é condenado a 1.075 anos de prisão
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ ‘Borboletas no estômago’ indicam algo além de estar apaixonado
+ 10 sinais de que seu parceiro não te ama (como você gosta dele)


  • Back to top