Gato aterrorizante do filme ‘Cemitério Maldito’ morre misteriosamente - Pet é pop

Gato aterrorizante do filme ‘Cemitério Maldito’ morre misteriosamente



Este ano não tem sido bom para os gatos celebridades. Depois de Grumpy Cat, acaba de morrer misteriosamente o gato Leo. Ele interpretou o aterrorizante Church no filme “Cemitério Maldito”, que estreou em abril passado nos cinemas.

Após as filmagens, Leo foi adotado por seu treinador no set, Kirk Jarrett. E foi ele quem deu a notícia triste na página que criou para o gato no Instagram.

“É com uma tristeza profunda que informamos a vocês que Leo morreu. Ele sempre fará falta para a sua família humana e peluda. Que a estrela dele sempre brilhe”, escreveu.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by ♥ Leo ♥ (@church_aka_leo) on

O filme lançado este ano é a segunda adaptação do romance escrito por Stephen King em 1983. A trama acompanha uma família que descobre um cemitério em que os mortos ressuscitam.

Quatro gatos da raça maine coon foram usados para interpretar Church no filme. Leo e um outro chamado Tonic são os que mais aparecem na tela. Este último representou o gato em vida. Leo brilhou como a versão ressuscitada do bichano.

Mais assustador que os três maine coons concorrentes, claro que Leo foi o escolhido para figurar nos pôsteres de divulgação do filme no mundo todo.

No trailer abaixo há várias cenas em que Leo aparece. Além de um bichano simpático, o cinema perde um de seus mais assustadores intérpretes.

Veja também

+ Golden retriever obeso é abandonado, ganha nova família e perde 45 kg

+ Artista recria rostos de imperadores romanos

+App permite testar melhor design de sobrancelhas para você

+McDonald’s vende molho especial pela primeira vez no Brasil

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’

+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo


  • Back to top