Garota desaparecida sobrevive a nevasca abraçando um cão de rua por 18 horas - Pet é pop

Garota desaparecida sobrevive a nevasca abraçando um cão de rua por 18 horas

Garota desaparecida sobrevive a nevasca abraçando um cão de rua por 18 horas
Garota desaparecida sobrevive a nevasca abraçando um cão de rua por 18 horas
Garota desaparecida sobrevive a nevasca abraçando um cão de rua por 18 horas (Foto: Jamie Street/Unsplash)

Uma menina de 10 anos que estava desaparecida conseguiu sobreviver durante a noite em uma nevasca no meio do inverno no extremo leste da Rússia, agarrando-se a um cachorro de rua para se aquecer, informaram os veículos de mídia locais.

Veja também:

+ Engenheiro cria esquis para que seu cão deficiente caminhe e brinque na neve
+ Mulher em quarentena vê seu cão destruindo a casa por meio de câmera de segurança
+ Vídeo: com lambidas, gato mostra o jeito mais fofo de acordar um bebê

O caso aconteceu em Uglegorsk, na ilha de Sakhalin. Viktoria Zarubina desapareceu por volta das 13h em 13 de janeiro depois da escola. A mãe da menina, Tatyana, chamou a polícia quando ela não voltou para casa.

Os temores por seu bem-estar aumentaram quando uma nevasca despejou montes de neve de até 60 centímetros de profundidade na cidade. As autoridades locais apelaram a voluntários para ajudar nas buscas, pois o tempo piorou com visibilidade quase nula.

O grupo de busca vasculhou todos os quintais, casas e becos da área, gritando o nome da menina desaparecida e questionando os moradores. Depois de procurar durante a noite, o grupo recebeu uma dica valiosa de um local que se lembrava de ter visto uma garota brincando com um cachorro de rua perto de um abrigo no quintal de um prédio de apartamentos.

Por volta das 7h30 do dia seguinte, mais de 18 horas depois de ter desaparecido, a menina foi encontrada abrigada sob uma varanda baixa agarrada ao animal enquanto ambos estavam sentados em um colchão.

A área, que ficava a apenas 500 metros de sua casa, não estava congelada e a varanda oferecia proteção contra a tempestade. A temperatura também era relativamente amena, de 5 graus Celsius, e ela estava vestida adequadamente para o clima frio.

Com medo da tempestade e quando começou a escurecer, ela se aconchegou ao lado do cachorro, relatou o veículo de comunicação Komsolmolskaya Pravda. A menina foi levada para o hospital, mas conseguiu voltar para casa no mesmo dia.

“O fato de a menina ter permanecido viva por tanto tempo é realmente um milagre”, disse um dos voluntários do grupo de busca, Anatoly Ivanov, à publicação.



  • Back to top