Estudo: No final da última Era do Gelo, havia 5 tipos de cães - Pet é pop

Estudo: No final da última Era do Gelo, havia 5 tipos de cães

Estudo: No final da última Era do Gelo, havia 5 tipos de cães
Imagem de Tamara Bellis por Unsplash

Um estudo revelou que ao final da última Era do Gelo, haviam apenas cinco tipos de cães, e que seus legados ainda permanecem até o dia de hoje.

Veja também:

Com ajuda de cães de trenó, humanos conquistam o mundo na Era do Gelo
Calor excessivo: veterinária dá dicas para cuidar dos pets
Casal já gastou mais de R$ 70 mil para encontrar cães desaparecidos na Nova Zelândia

Pontus Skoglund, co-autor do estudo publicado no jornal Science, e seus colegas, sequenciaram os genomas de 27 cães da Europa e da Sibéria, de 800 a 11 mil anos atrás.

Os resultados revelares que até o fim da Era do Gelo, tinham pelo menos cinco raças de cães distintas, sugerindo que o surgimento de nossos companheiros caninos são de muito mais tempo atrás do que imaginávamos.

Apesar disso, todos os grupos parecem ter descendido de um ancestral em comum, sugerindo, ainda, que a domesticação deve ter sido em uma população única de lobos ancestrais.

Os pesquisadores revelaram que, quando comparados com DNAs de cães de hoje em dia, os cães antigos europeus, como o Pastor alemão, todos parecem descender de uma mistura exata de uma raça europeia e uma raça ancestral.

“Essa ancestralidade se uniu na Europa, provavelmente quando os primeiros fazendeiros vieram para a Europa e trouxeram seus cães, que conheceram os cães que já viviam por lá”, disse Skoglund ao The Guardian.

O time descobriu que, enquanto o DNA dos cães modernos na Europa contribuíram para as raças que existem no mundo, traços de outros grupos da Era do Gelo ainda aparecem, incluindo os Chihuahuas, uma raça com raízes mexicanas.

Da mesma forma, o Husky siberiano, enquanto carrega o DNA de cães europeus, também contém DNA de uma raça russa na Era do Gelo.

  • Back to top