Estudo mostra que os cães são aliados eficientes no combate à malária - Pet é pop

Estudo mostra que os cães são aliados eficientes no combate à malária



O vídeo abaixo mostra a cadela labradora Sally farejando quatro amostras de meias vindas de adolescentes da República da Gâmbia, noroeste da África. Ela passa pelas três primeiras e se detém sobre a quarta. Volta, certifica-se do diagnóstico e alerta: o dono daquela meia está infectado com o parasita que provoca malária.

O experimento foi conduzido por cientistas da Universidade de Durham, na Inglaterra. Eles passaram meses treinando Sally, a também labradora Lexy e Freya, uma springer spaniel inglesa. Durante os testes, as cadelas acertaram o resultado em mais de 70% dos casos positivos e em 90% dos negativos para a doença.

Para realizar o estudo, os pesquisadores contaram com a ajuda do Conselho de Pesquisa Médica da Gâmbia, que coletou 175 pares de meias de pessoas aparentemente saudáveis e com idades entre 5 e 14 anos.

Universidade de Durham

Antes, um teste tradicional indicou quais eram portadores do parasita que causa a doença. Entre as 175 amostras, 30 haviam sido usadas por pessoas infectadas.

Apesar de o estudo ainda estar nos estágios iniciais, os cientistas afirmam que cães treinados podem ser levados a portos de entrada e fronteiras para evitar o trânsito entre países de pessoas com o parasita. Além disso, os animais são úteis para diagnosticar casos rapidamente e acelerar o início do tratamento.

Universidade de Durham

Apesar de poder ser prevenida e curada, a malária é uma doença potencialmente letal. Segundo o levantamento mais recente da Organização Mundial da Saúde, houve 216 milhões de casos da doença em 2016, 5 milhões a mais do que no ano anterior. E 445 mil pessoas morreram.

Veja também

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las
+ Edu Guedes faz desabafo sobre acidente de moto: ‘O susto foi grande’
+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância
+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo

  • Back to top